Torcedores do Cruzeiro protestam e travam trânsito no Centro de BH

manifestação torcedores cruzeiro praça sete
Manifestantes se reuniram no final desta tarde (Reprodução/Redes Sociais)

Quem passou pela Praça Sete, no Centro de BH, no final da tarde de hoje (27), percebeu uma movimentação diferente. É que torcedores do Cruzeiro se reuniram no local para exigir mudanças no clube. Eles pedem a expulsão de alguns funcionários e também ameaçam cancelar as assinaturas de sócio-torcedor. Alguns manifestantes ficaram no meio da rua (veja no vídeo abaixo) e o trânsito acabou caótico na região.

De acordo com a BHTrans (Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte), a autarquia fez desvios em quatro esquinas das principais ruas da região. Entre elas estão: as avenidas Afonso Pena e Amazonas e as ruas da Bahia, Tupinambás, Tamoios, Guaicurus e Caetés. Os torcedores saíram da sede do clube em direção à Praça Sete, onde se reuniram e entoaram hinos, cantos e palavras de ordem.

Redes sociais

Nas redes sociais, a movimentação já havia começado logo cedo, com páginas de torcidas organizadas e movimentos de cruzeirenses convocando para o ato. Nos posts, eles argumentavam que era uma tomada de atitude dos torcedores para se posicionar “contra os ratos” do clube: “Ir para comemorar é bom. Ir para salvar é obrigação. Faça chuva ou faça sol, BH vai parar”. Os manifestantes pediram a expulsão de todos os conselheiros que foram remunerados, a expulsão do quadro de associados do ex-dirigente Wagner Pires de Sá e a participação efetiva da torcida nas próximas eleições.

Invasão da Toca II

A manifestação na Praça Sete não é a primeira movimentação de cruzeirenses em prol de mudanças no clube. Um grupo de cerca de 80 torcedores do Cruzeiro invadiu a Toca da Raposa II, na região da Pampulha, no dia 7 de outubro, durante um protesto contra o desempenho do time na Série B. De acordo com a PM, os manifestantes queriam ter acesso a uma reunião que estaria acontecendo no local, com jogadores e a administração da equipe.

O clube repudiou a invasão e os atos de vandalismo. O grupo quebrou a porta de vidro principal, para forçar a entrada no centro de treinamento. Vídeos divulgados nas redes sociais mostraram os torcedores com camisas de organizadas dentro da Toca da Raposa II, no bairro Trevo, na região da Pampulha. A PM foi acionada para conter a situação e afirmou que não houve violência na ação. A corporação revelou que, após diálogo, os torcedores saíram do local, de forma pacífica.

Edição: Aline Diniz
Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.

Comentários