Em meio à pandemia, Pouso Alegre decreta volta às aulas presenciais

pouso alegre minas gerais
Prefeitura determina volta às atividades presenciais (Reprodução/Prefeitura de Pouso Alegre)

A Prefeitura de Pouso Alegre autorizou, em decreto nessa quarta-feira (13), a volta das atividades presenciais nas escolas públicas e privadas da cidade, a partir do próximo mês. Ela também determinou a suspensão de eventos públicos e privados de qualquer natureza, em locais fechados ou abertos, que tenha um público maior do que trinta pessoas.

Em fevereiro, a volta às aulas deverá vir acompanhada de cuidados de prevenção à Covid-19. No decreto, as autoridades também determinam um distanciamento mínimo de um metro e meio entre as cadeiras e exigem a existência de um protocolo sanitário de retorno às atividades presenciais previamente aprovado pela Vigilância Sanitária Municipal.

O ensino à distância, por sua vez, não será totalmente eliminado. Haverá manutenção do ensino remoto em carácter complementar ou alternativo às atividades presenciais e o retorno deve ocorrer gradualmente, com adoção de sistema de revezamento e normas para a utilização dos espaços de forma a evitar aglomeração.

Além disso, os pais ou responsáveis legais terão autonomia para decidir sobre a participação nas atividades escolares presenciais. A região Sudeste, onde está localizada a cidade de Pouso Alegre, está na onda vermelha do plano Minas Consciente, criado pelo governo estadual para monitorar e orientar os municípios de Minas Gerais na pandemia.

(Reprodução/Governo de Minas Gerais)

Todas as regiões ao redor também se encontram na onda vermelha. Nessa fase, o governo estadual recomenda apenas a abertura de atividades essenciais. Pouso Alegre já registrou 82 mortes e 4.803 casos confirmados pelo novo coronavírus, de acordo com o último boletim epidemiológico da cidade, dessa terça-feira (12). 

Repercussão

Moradores da cidade comentaram sobre o novo decreto nas redes sociais. “Para a prefeitura de Pouso Alegre é assim: Evento público ou fechado com mais de 30 pessoas = não pode. Aula presencial com sala que tem média de 70 alunos = pode”, disse uma internauta.

Outra internauta reclamou da falta de previsão da vacina e disse que a volta às aulas nas instituições privadas pode significar um aumento das mensalidades.

Mais um se colocou contra a medida e lembrou que o decreto da prefeitura também afetará as cidades vizinhas, já que Pouso Alegre recebe alunos de municípios menores.

Nem todos, porém, se mostraram insatisfeitos com a medida assinada pelo prefeito Rafael Simões (DEM);

Edição: Vitor Fernandes

Comentários