Jovem é estuprada em matagal e sofre parada cardiorrespiratória

delegacia betim
Caso foi registrado na Delegacia de Plantão de Betim (Reprodução/Google StreetView)

Uma jovem de 20 anos foi estuprada e sofreu uma parada cardiorrespiratória enquanto passava as características do autor do crime para a PM. A ocorrência foi registrada em Mateus Leme, na região metropolitana de Belo Horizonte, nesse sábado (16). O autor, de 32, foi localizado na casa dele, confessou o crime e acabou preso em flagrante.

De acordo com os militares, a jovem estava caída na avenida Getúlio Vargas quando chegaram para socorrê-la. A vítima apresentava vários hematomas no rosto e pescoço. Ela foi levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Na unidade de saúde disse que foi jogada para um matagal e violentada sexualmente por um desconhecido. A jovem foi enforcada durante o estupro e acabou desmaiando, conforme registro da ocorrência.

A jovem disse ainda que o criminoso vestia bermuda, camisa e calçava um chinelo. Em determinado momento da conversa com os militares, a vítima sofreu parada cardiorrespiratória e precisou ser entubada, além de transferida para um hospital.

Prisão

O autor do crime foi localizado, após os militares verificarem as imagens dos circuitos de segurança de comércios da região. A PM foi até a casa dele e acabou sendo recebida pela companheira do homem. O autor do estupro, segundo o registro policial, ficou nervoso, mas acabou confessando o crime. O homem estava com marcas de arranhões pelo braço, forma que a vítima encontrou para tentar impedir a violência sexual.

As roupas utilizadas durante o crime foram encontradas escondidas em uma caixa de papelão. O homem foi preso e levado para a Delegacia de Plantão de Betim, local onde a ocorrência foi encerrada.

Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários