Mineira diverte ao relatar perrengue com ‘sugar daddy’ de BH

talia lage tiktok sugar daddy
Mineira contou ‘saga’ em série de vídeos que deixaram seguidores ansiosos por mais atualizações (Reprodução/Instagram)

A jovem belo-horizontina Talia Lage tem divertido os seguidores nas redes sociais ao relatar um perrengue que passou após se cadastrar em um site de “sugar babies” – jovens que se envolvem com homens mais velhos em troca de recompensas materiais, como presentes e dinheiro. Ela se cadastrou no site e conseguiu lucrar com alguns encontros, mas uma reviravolta assustadora atrapalhou os planos – e milhares de internautas ficaram ansiosos para saber cada “episódio” do perrengue.

Tudo começou quando Talia fez 18 anos, conforme a jovem contou em um dos vídeos. Ela se cadastrou no site e começou a conversar com alguns homens. “Tinha três perfis de homem lá que não tinham foto – o que é super comum porque a maioria deles é casado – e, desses três, eu só rendi conversa com um. Eles eram pessoas diferentes, um andava de moto, outro era de outra cidade, até que eu fui rendendo conversa com esse da moto”, contou.

Depois de algumas semanas, eles se encontraram pessoalmente duas vezes. “Ele ficou desabafando da mulher dele comigo e, nessas vezes, ele me pagou R$ 800 em cada. Eu não pedi, ele me deu. E aí eu, emocionada com o dinheiro, já falei ‘quero de novo. Nem fizemos nada e ganhei dinheiro'”, lembrou a jovem, que ainda completou: “E é aí que o negócio começa a ficar estranho”.

Reviravolta

A partir do terceiro encontro, quando os dois começaram a se envolver, Talia lembra que o homem mudou de comportamento. Ele já evitava os encontros em locais públicos, tentava escondê-la, fazia perguntas estranhas. “Queria saber em que bairro eu morava, em que bairro eu trabalhava, coisas que a gente já tinha combinado de não compartilhar”, lembrou a jovem. Talia contou ainda que, em uma das ocasiões, ele a levou de moto para um local distante da cidade e mudou a rota no meio do caminho, sem avisá-la.

“Eu achei que eu ia morrer ali mesmo, mas voltamos pra casa e eu voltei decidida a nunca mais sair com ele. Ele simplesmente falou comigo: ‘É a sua mãe que sai todo dia às 6h30 para pegar ônibus, né?'”, contou. A partir daí, ela descobriu que havia sido seguida pelo homem, que passou vários dias observando a família dela.

‘Você é minha’

“Aí ele começou a me humilhar por telefone, dizendo que eu era uma vagabunda, que eu nunca ia conseguir nada na vida”, relatou Talia, que contou ainda que a situação ficou pior. “Quando eu não achava que podia ficar mais bizarro, ele falou pra mim: ‘Você acha mesmo que pode escolher quem quer e me chutar assim? Eu sou o cara da moto, eu sou o da outra cidade e o que gosta de cavalo também. Você é minha, sempre foi'”, lembrou.

Foi nesse momento que ela descobriu que os três homens com quem estava conversando quando se cadastrou no site eram, na verdade, um só – e que ela estava sendo ameaçada por ele. A partir daí, a jovem contou tudo para a mãe, desativou as contas nas redes sociais e trocou de telefone. No final das contas, ela ainda contou com uma “maõzinha” da sorte. “Por coincidência, na mesma semana, eu estava me mudando de casa, saindo da casa dos meus pais. Depois eu nunca mais vi ele”, concluiu.

Apesar de assustadora, a história já rendeu milhares de visualizações e divertiu internautas de várias partes do país, que acompanharam cada atualização com atenção. “Que bom que ele sumiu! Adorei acompanhar a saga hahaha”, disse uma seguidora. “Por favoooor!!!! Posta mais histórias asssiiiimmm…..”, pediu uma segunda.

Edição: Roberth Costa
Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Repórter no BHAZ desde outubro de 2019. Jornalista graduada pela PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais) e com atuação focada nas editorias de Cidades, Guia e Cultura.

Comentários