Vereador de BH é espancado e tem fraturas no rosto durante roubo

vereador gabriel azevedo
Gabriel está no segundo mandato na Casa Legislativa (Bernardo Dias/CMBH)

O vereador de Belo Horizonte do Patriotas, Gabriel Azevedo, foi espancado por um “grupo numeroso” durante um roubo sofrido em São Paulo, no último sábado (27). O político teve fraturas no rosto e deve ter de passar por cirurgia. As autoridades daquele estado foram acionadas e o legislador afirmou que continuará participando, “na medida do possível”, das atividades parlamentares de forma remota.

“Nesse último final de semana estive a trabalho em São Paulo para gravações e, infelizmente, fui vítima de um roubo. Para roubar meu celular e meu relógio de pulso, um grupo numeroso me agrediu de forma violenta na rua, causando hematomas profundos e fraturas na face”, afirmou Gabriel em comunicado divulgado a imprensa e apoiadores. “Os primeiros cuidados já foram tomados. Outros serão necessários”.

Os crimes ocorreram por volta das 21h de sábado, quando Gabriel saía de um jantar com amigos na capital paulista. A assessoria do vereador informou ao BHAZ que Gabriel levou um soco no olho e acabou fraturando o osso que fica abaixo do olho. Ele ainda teve hematomas profundos. Exames serão realizados no decorrer da semana e não está descartada a necessidade de realização de procedimento cirúrgico.

“Estou sendo acompanhado por médicos e a orientação é de repouso até minha completa recuperação e, por isso, conto com a compreensão de vocês. As mídias sociais estão suspensa”, complementou o legislador, que preferiu não comentar o caso com a reportagem. “A barbárie assusta, mas não triunfa. Vamos prevalecer”, finalizou.

Repouso

Gabriel já retornou à capital mineira e está de repouso, conforme orientação dos médicos. Ele será acompanhado pelos profissionais de saúde, que vão avaliar a evolução do quadro. O vereador informou que vai participar das atividades parlamentares de forma remota, “na medida do possível”. As redes sociais deles estão suspensas, mas os contatos podem ser feitos por meio do gabinete.

Nota do Gabriel

“Nesse último final de semana estive a trabalho em São Paulo para gravações e, infelizmente, fui vítima de um roubo. Para roubar meu celular e meu relógio de pulso, um grupo numeroso me agrediu de forma violenta na rua, causando hematomas profundos e fraturas na face. O boletim de ocorrência foi registrado. Os primeiros cuidados já foram tomados. Outros serão necessários.

Estou sendo acompanhado por médicos e a orientação é de repouso até minha completa recuperação e, por isso, conto com a compreensão de vocês. As mídias sociais estão suspensas. As atividades parlamentares seguirão na medida do possível, de forma remota.

Peço que notificações sobre problemas da cidade sejam enviadas pelo aplicativo Tem Meu Voto (disponível na AppStore e no GooglePlay). Para demais contatos, há o e-mail ver.gabriel@cmbh.mg.gov.br e o WhatsApp do gabinete +55 31 99879-2849. Peço a gentileza de evitarem meu número pessoal de WhatsApp. Preciso me recompor.

A barbárie assusta, mas não triunfa. Vamos prevalecer”.

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários