Sete bares com karaokê em Belo Horizonte para soltar a voz

microfone
Belo Horizonte possui diversas opções de karaokês na região Centro-Sul (Reprodução/egodi1/Pixabay)

Seja para afogar as mágoas nos momentos de bebedeira, seja para fingir que é uma cantora pop famosa no palco de um show lotado; o bom e velho karaokê é uma forma de entretenimento que quase ninguém resiste. E em BH não poderia ser diferente! É raro passar por um estabelecimento com karaokê e não ver alguém soltando a voz no microfone enquanto se diverte com os amigos.

Se você curte soltar a voz, a dica é pra você: o BHAZ listou os melhores bares com karaokê em BH espalhados pela cidade. Escolha o mais pertinho de você, chame a galera e prepare o gogó para fazer a sua melhor versão de “Evidências”, do Chitãozinho e Xororó.

Bar da Cácia

O Bar da Cácia é, provavelmente, um dos bares com karaokê mais famosos de BH. Depois de uma noite de rolês pelo Centro da cidade, é comum ver pessoas de todas as idades tomando o rumo para a Rua Rio de Janeiro, no bairro Lourdes, para se embolarem no estabelecimento.

O local é aconchegante, e a vergonha vai automaticamente embora quando se pega no microfone. O público de desconhecidos vira plateia e canta junto, tornando a experiência ainda mais animada. Aberto todos os dias, o Bar da Cácia funciona a partir das 18h, e a entrada custa R$ 10.

Endereço: Rua Rio de Janeiro, 1411- Lourdes

Calabouço Karaokê Bar

O Calabouço Karaokê Bar também oferece uma pegada intimista com duas ambientações diferentes, uma na entrada e outra aos fundos do estabelecimento. Ambos os espaços possuem karaokê, e o segundo é idela para aqueles que são mais tímidos e não gostam de cantar na frente de desconhecidos, podendo ser reservado até para comemorar aniversários.

Aberto de domingo a domingo, o boteco também serve petiscos e sessões de videokê.

Endereço: R. Antônio de Albuquerque, 380 – Funcionários

Endereço:

Karaokê Casantiga

O Karaokê Casantiga está na ativa em no Centro de BH há 25 anos. Por conta da pandemia, o estabelecimento passou a funcionar de quarta-feira a sabado, a partir das 19h. O local funciona com o esquema de entrada livre, portanto, não cobra o ingresso.

Ao todo, o Karaokê Casantiga oferece uma variedade de 12 mil músicas, e o valor para cantá-las é R$ 4. Os microfones são profissionais e a lista de canções é acessada através de um QR code disponível no local. Lá também é feita a venda de bebidas, como cervejas e caipirinhas, e porções.

Endereço: Rua Rio de Janeiro 1425, Centro

Barfão

Reinaugurado em fevereiro deste ano, em um novo endereço, a nova estrutura do bar Barfão conta com espaço para karaokê, área externa e área interna. O estabelecimento funciona a partir das 19h, às terças e quartas-feiras, e a partir das 13h, às quintas, sextas-feiras, sábados e domingos.

Além do karaokê, o local oferece um cardápio com variadas cervejas drinks de capirinha, caipivodca, gin tônica, entre outros, e também bebidas sem álcool e energéticos.

Endereço: Avenida Augusto de Lima, 566, Centro

Bar do Fernando

Outro que também é queridinho no Centro de BH é o Bar do Fernando, que também possui karaokê. Esse é um ponto bastante escolhido pelos belo-horizontinos por conta dos valores acessíveis das cervejas e também pela localização, pois o estabalecimento fica bem próximo ao Mercado Central. O local funciona de domingo a domingo, das 7h às 00h.

Endereço: Rua dos Goitacazes, 527 – Centro, Belo Horizonte

Karaokê do Nem

O Karaokê do Nem também é uma outra opção de bar com a atividade no Centro de BH. O local funciona de segunda-feira a sábado, e ainda possui cardápio culinário e ofertas para aniversariantes.

Endereço: Rua dos Carijós, 408, sala 2

Jângal

O pub Jângal oferece o “Jangokê”, apelido carinhoso para o karaokê do estabelecimento. A atividade fica disponível somente às terças-feiras, a partir das 18h, e o cliente não precisa pagar nem para entrar, nem para cantar. No Instagram do bar, há um link que direciona para o catálogo com todas as músicas disponíveis (acesse aqui).

Endereço: Rua Outono 523, Cruzeiro -124 Belo Horizonte

Edição: Roberth Costa
Andreza Mirandaandreza.miranda@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários