Samba, MPB, Rock, Jazz: Os bares com música ao vivo de terça a domingo em BH

música ao vivo bh
Bares de BH têm música ao vivo para quase todos os gostos (Reprodução/Instagram)

A capital brasileira dos bares também ecoa música entre suas montanhas. Dos ícones do Clube da Esquina, passando por Skank e Sepultura, e chegando aos atuais Djonga, Page e Lagum, a marca do som em BH é a pluralidade. Seja na música ao vivo nos botequins ou nos grandes festivais no Mineirão. O “ao vivo”, aliás, é um dos mecanismos de oportunidade para que novos artistas da cena mineira apresentem seus trabalhos ao público. E, pra quem aprecia, uma ótima opção de rolê pela capital. Pra você se organizar, o BHAZ listou bares que trazem música ao vivo de terça a domingo em BH. Confira!

Bar do Museu Clube da Esquina

O Bar do Museu Clube da Esquina tem na música ao vivo sua atração principal. Em homenagem ao Clube da Esquina, semanalmente, o local monta uma programação com artistas mineiros e de outros lugares do Brasil.

Além de tocar as músicas mais famosas do Clube da Esquina, os artistas também apresentam canções de nomes que influenciaram ou foram influenciados pelo movimento, abrangendo a MPB e o jazz.

A decoração do bar não deixa dúvidas do quão musical o ambiente é: objetos, paineis e discos relacionados ao Clube da Esquina ficam espalhados por todo o local.

Quando tem música ao vivo no Clube da Esquina?

A música ao vivo no Bar do Museu Clube da Esquina rola em todos os dias que o estabelecimento abre, ou seja, de terça-feira a domingo. O horário das apresentações pode variar, sendo às 20h no meio da semana; à tarde e à noite aos sábados; nas tardes de domingo.

Paga para entrar?

Sim. O espaço cobra ingressos para os shows, vendidos na plataforma Sympla. O preço varia conforme o artista e os dias da semana.

Além disso, a casa cobra couvert artístico opcional aos fins de semana. Para comprar ingressos, clique aqui.

Anota aí:

Endereço: Rua Paraisópolis, 738 – Santa Tereza
Horário de funcionamento: Terça à sexta-feira: 16h a 01h | Sábado: 12h a 0h | Domingo: 12h às 18h

Música ao vivo no Bar do Museu Clube da Esquina (Reprodução/@bardomuseuclubedaesquina/Instagram)

Alpendre

O Alpendre é um bar com música ao vivo no Santa Tereza, regional Leste de BH. No local, rola muita música brasileira, em especial, samba. A casa divulga toda a programação do mês no Instagram.

O bar funciona às sextas-feiras e aos sábados, dias em que também tem música ao vivo. As apresentações vão das 20h às 22h.

Para ter acesso ao local e aproveitar os shows, é necessário comprar ingressos. A casa cobra a entrada e couvert já no valor do ingresso. Os valores variam conforme as apresentações.

Anota aí:

Endereço: Rua Mármore, 70 – Santa Tereza
Horário de funcionamento: Sexta-feira: 16h a 0h | Sábado: 18h a 0h

Projeto Salve Amor, Salve Amizade no Alpendre (Reprodução/@alpendre70/Instagram)

Bar Purarmonia

Para quem gosta de samba ao vivo, o Bar Purarmonia pode ser uma boa pedida. O local recebe grupos de pagode e samba de Belo Horizonte, além dos próprios donos tocarem no espaço. Sextas-feiras, sábados e domingos são os dias que o estabelecimento tem música ao vivo.

Às sextas-feiras, o Bar Purarmonia tem o “Festival de Pagode Retrô” com o grupo Som da Batucada. Aos sábados, é a vez do “Sábado do Rei do Purarmonia”, com o grupo Pagode do Rei tocando samba e pagode.

E aos domingos, a casa tem o projeto “Domingo Raiz do Purarmonia” com apresentação do Grupo Purarmonia, que são os donos do estabelecimento. As atrações citadas são fixas por fazerem parte de um projeto do bar.

Paga para entrar?

Sim. O valor varia de acordo com as datas, custando, em média, R$ 30. O espaço recomendada colocar o nome na lista por meio do WhatsApp (31) 98719-3142. O pagamento é feito na entrada, e não é permitido camisa de time.

Anota aí:

Endereço: Avenida Heráclito Mourão de Miranda, 1830 – Castelo
Horário de funcionamento: Sexta-feira: 21h às 2h | Sábado: 19h a 1h | Domingo: 14h às 20h

Grupo Som da Batucada no Bar Purarmonia (Divulgação/Bar Purarmonia)

Santo Boteco

O Santo Boteco busca transportar os clientes para um bar de esquina do Rio de Janeiro, com mesas na calçada e música ao vivo. O local preza pela música raiz em seu repertório, com artistas do chorinho, jazz e samba.

O Santo abre de terça-feira a domingo, com música ao vivo às terças (chorinho), quintas-feiras (jazz) e sábados (samba de mesa). Artistas da cena local se revezam, e a curadoria fica por conta de Marina Gomes e Juliana Nogueira.

Às terças-feiras, dias de chorinho, o público que tem instrumento pode se juntar à roda para tocar com as artistas do Abre a Roda Mulheres no Choro.

Paga para entrar?

O espaço do Santo Boteco é aberto, não sendo necessário pagar para acessar. O couvert artístico é de R$ 12, nas terças-feiras e sábados, e R$ 20 às quintas-feiras.

Aline Elias, dona do bar, recomenda que os clientes cheguem cedo em dia de música ao vivo. Nesses dias, a casa não faz reservas.

Anota aí:

Endereço: Rua Major Lopes, 4 – São Pedro
Horário de funcionamento: Terça à sexta-feira: 19h a 0h | Sábado: 11h às 22h | Domingo: 11h às 18h

Artistas do Abre a Roda Mulheres no Choro se revezam na música ao vivo do Santo Boteco (Divulgação/Abre a Roda Mulheres no Choro)

Iracema

Há dois anos em BH, o Iracema é um bar com música ao vivo todos os dias em que abre, de quarta-feira a domingo. Samba e MPB são os principais gêneros apresentados no local por artistas de Belo Horizonte e alguns convidados.

A casa libera a agenda de atrações toda semana no Instagram. Às quartas-feiras, o Iracema apresenta um projeto de chorinho com Artur Pádua; às sextas-feiras, samba com Leonardo Vieira e, aos domingos, samba com Serginho Santiago. Nos demais dias, a programação é variada.

Os sócios do Iracema fazem parte da escola de artes Catavento Cultural BH. Com isso, alguns artistas de fora da capital mineira que se apresentam no centro cultural acabam fazendo uma dobradinha no bar.

Paga para entrar?

O Iracema BH não cobra entrada, apenas couvert artístico pela música ao vivo no valor de R$ 8.

Anota aí:

Endereço: Rua Almandina, 56 – Santa Tereza
Horário de funcionamento: Quarta a sexta-feira: 18h a 0h | Sábado: 12h a 0h | Domingo: 12h às 20h

Iracema Bar, no Santa Tereza, tem música ao vivo 5 vezes por semana
Música ao vivo no Iracema BH (Divulgação/Iracema)

Ursal Bar

O Ursal Bar, reduto frequentado por pessoas alinhadas politicamente à esquerda, também entende a arte como forma de manifestação política. E a pluralidade parece ser a base da casa. MBP, pop rock, forró, blues, jazz refletem o apreço da Ursal pela democracia.

O local abre entre quarta e sexta-feira, das 18h às 2h; aos sábados, das 14h às 2h, e domingos, das 14h a meia-noite.

  • Quartas, quintas e sextas-feiras: ritmos variados de 18h às 2h
  • Sábado: rirmos variados de 14h às 2h
  • Domingo: ritmos variados de 14h a 00h

O estabelecimento divulga a programação no Instagram. Em dias de shows, o local cobra uma entrada de R$ 10,00.

Anota aí:

Endereço: Avenida do Contorno, 3479 – Santa Efigênia
Horário de funcionamento: Quarta à sexta-feira: 18h às 2h | Sábado: 14h às 2h | Domingo: 14h a 00h

Espeto da Esquina

O Espeto da Esquina é uma alternativa em BH para quem quer curtir com os amigos e paquerar enquanto aproveita uma boa música ao vivo. O local convida artistas de Belo Horizonte para se apresentarem todos os dias, exceto nas quartas-feiras.

  • Terças-feiras: samba e pagode de 19h30 às 22h30
  • Quintas e sextas-feiras: ritmos variados de 20h às 23h
  • Sábado: samba de 16h às 19h, e ritmos variados de 20h às 23h
  • Domingo: ritmos variados de 18h às 21h

O estabelecimento divulga a programação semanal no Instagram todas as segundas ou terças-feiras. O local não cobra couvert artístico e nem entrada. O sistema de compras é feito por fichas.

Anota aí:

Endereço: Rua Bom Despacho, 02 – Santa Tereza
Horário de funcionamento: Terça à sexta-feira: 17h a 0h | Sábado: 15h a 0h | Domingo: 15h às 22h

Espeto na Esquina, em BH, tem música ao vivo cinco vezes na semana (Espeto na Esquina/Lucas Cesar de Carvalho)

Quintal Pampulha

O Quintal Pampulha é um restaurante em BH de comida mineira e carnes exóticas com música ao vivo às sextas-feiras, sábados e domingos. O principal gênero tocado é a MPB por artistas locais, como Lais Araújo e Lorde.

O local recebe os artistas na sexta-feira à noite e aos sábados e domingos para o almoço. Além disso, o restaurante costuma oferecer música ao vivo em eventos fechados, como casamentos e aniversários.

A casa divulga a programação no Instagrame não é necessário pagar para entrar. O couvert artístico é R$ 7.

Anota aí:

Endereço: Rua Sebastião Antônio Carlos, 350 – Bandeirantes
Horário de funcionamento: Sexta-feira: 18h a 0h | Sábado e domingo: 12h às 18h

Vento

Ponto de encontro entre a nova e a antiga geração de músicos de BH, o Vento vai além de ser apenas um bar. Com um piano na sala, o local remete a um tradicional sarau mineiro, com muita música brasileira saindo pelos instrumentos e vozes.

O local fica aberto para que artistas além dos que estão na programação se apresentem antes ou depois de seus próprios shows. Até Toninho Horta é presença constante no bar. O Vento divulga a programação nos stories do Instagram.

  • Quintas-feiras: jazz e MPB de 19h30 às 22h;
  • Sextas-feiras: MPB voz e violão, de 20h às 22h;
  • Sábados: Bloco do Vento com axé retrô e samba, de 16h às 20h;
  • Domingos: Choro da Vela (chorinho), de 16h20 às 19h30.

Paga para entrar?

O Vento não cobra para acessar o local, porém, possui uma “entrada cultural”, que é um couvert artístico obrigatório. O valor varia entre R$ 8 e R$ 13.

Anota aí:

Endereço: Rua Urucuia, 36 – Santa Tereza
Horário de funcionamento: Quarta à sexta-feira: 19h30 a 0h | Sábado e domingo: 12h30 a 0h

Toninho Horta é figura constante nas sessões de música ao vivo do Vento, em BH (Vento/Marcella Mendes)

Café com Letras

Ativo desde 1996, o Café com Letras é uma livraria e cafeteria em BH com a proposta de tocar música instrumental ao vivo. O pequeno centro cultural tem shows de jazz, música instrumental e chorinho.

As apresentações acontecem duas vezes por semana, às quartas-feiras (19h) e domingos (19h30), com artistas tanto de BH quanto de outras partes do Brasil e do mundo. Músicos de Israel, da Holanda e da Argentina já fizeram ou fazem parte da programação do local.

O Café com Letras divulga a agenda de shows no site com antecedência, a fim de que o público se planeje. O local não cobra entrada, apenas couvert artístico, cujo preço médio é de R$ 15 (varia conforme as apresentações).

Anota aí:

Endereço: Rua Antônio de Albuquerque, 781 – Savassi
Horário de funcionamento: Segunda à quinta-feira: 12h às 23h | Sexta-feira e sábado: 12h a 0h | Domingo: 12h às 23h

Clube de Jazz do Café com Letras

O Clube de Jazz do Café com Letras é uma extensão da livraria, e que funciona como bar e restaurante. O espaço é dedicado inteiramente à música, com música ao vivo de quarta-feira a domingo.

Jazz e música instrumental são os carros-chefes do local. Assim como o Café com Letras, o outro espaço também recebe artistas tanto locais quanto internacionais e divvulga a programação no site.

Confira os horários em que normalmente acontecem as apresentações no Clube de Jazz do Café com Letras:

  • Quarta e quinta-feira: 20h
  • Sexta-feira: 20h30
  • Sábado: 21h (e às 16h em determinadas datas)
  • Domingo: 18h

Paga para entrar?

O Clube de Jazz do Café com Letras também não cobra entrada. O couvert artístico tem valor médio de R$ 30. O preço varia conforme a apresentação.

Anota aí:

Endereço: Rua Antônio de Albuquerque, 47 – Savassi
Horário de funcionamento: Quarta à sexta-feira: 19h às 23h30 | Sábado: 15h a 0h | Domingo: 15h às 22h

Música ao vivo no Café com Letras (Café com Letras/Flávio Charchar)

Jack Rock Bar

Um dos bares de rock mais tradicionais de BH, o Jack Rock Bar está há 20 anos na capital mineira, apresentando novas e já conhecidas bandas ao público. O local funciona de quarta-feira a domingo, com música ao vivo todos esses dias.

O estabelecimento divulga a programação semanalmente no Instagram e no site oficial, com uma vertente do rock a cada dia. Nas quartas-feiras, é dia de atração fixa com show da banda Velotrol e de algum grupo novo.

Grande parte dos artistas que levam música ao vivo para o Jack Rock Bar são de BH. Os shows começam a partir das 23h, intercalando entre sets de DJs.

Paga para entrar?

Sim. O local cobra entrada em todos os dias da semana, com preços variados. Os ingressos ficam disponíveis no site oficial, sendo possível comprar entradas antecipadas, e na bio do Instagram. Confira os valores:

  • Quarta-feira: R$ 12 até às 22h (depois aumenta para R$ 22)
  • Quinta-feira: R$ 25
  • Sexta-feira e sábado: R$ 35
  • Domingo: R$ 12h até às 20h (depois aumenta para R$ 22)

Anota aí:

Endereço: Avenida do Contorno, 5623 – Funcionários
Horário de funcionamento: Quarta-feira: 21h às 3h | Quinta-feira: 21h às 4h | Sexta-feira e sábado: 21h às 5h | Domingo: 19h às 3h

Jack Rock Bar é um dos pubs com música ao vivo mais famosos de BH
Música ao vivo no Jack Rock Bar (Jack Rock Bar/Karen Alice)

Bar e Restaurante Alma Brasileira

Cervejinha gelada, bons drinques, comida de boteco e música brasileira ao vivo: essa é a cara do Bar e Restaurante Alma Brasileira, em BH. O local abriu recentemente no bairro Santa Inês, com atrações musicais nos fins de semana.

Sexta-feira é dia de sertenejo e ritmos variados com Welisson Sá e convidados. Sábado, é a vez de Nonato do Samba, cantor e um dos sócios do bar, e Fabinho do Terreiro fazerem uma roda de samba no local.

E os domingos ficam com uma programação variada, com rock ao vivo, eventos privados, pagode e até karaoquê. O estabelecimento divulga as atrações por meio do Instagram.

Paga para entrar?

Não. O Bar e Restaurante Alma Brasileira cobra apenas um couvert artístico no valor de R$ 10.

Anota aí:

Endereço: Rua Vicente Risola, 625 – Santa Inês
Horário de funcionamento: Sexta-feira, sábado e domingo: 16h a 0h

Grupo de choro se apresentou no Alma Brasileira (Reprodução/@alma.brasileira_oficial/Instagram)

Jângal

A música ao vivo e o karaoquê são elementos que criam o clima descontraído do Jângal, pub garden de BH. A programação musical começa na terça-feira e termina no domingo, com apresentações a partir da quarta-feira.

A agenda semanal sai sempre às segundas-feiras, no Instagram do espaço. Confira a programação:

  • Quarta-feira: projeto Open Music com sessões e jazz, blues, pop e rock
  • Quinta-feira: projeto Quintalzinho com música brasileira e pop
  • Sexta-feira: projeto Fuzaca com poprock
  • Sábado: projeto Festivalzim com duas bandas belo-horizontinas (música brasileira, pop ou soul)
  • Domingo: projeto Ginga com samba

Para para entrar?

Sim. Os valores de acesso ao estabelecimento variam conforme o dia da semana e são cobrados no bar. Em alguns domingos, o Jângal disponibiliza um número de cortesias. Recomenda-se fazer reserva.

  • Quarta-feira: R$ 10 até às 19h, após R$ 15
  • Quinta-feira: R$ 15 até às 19h, após R$ 25
  • Sexta-feira: R$ 15 até às 19h, após R$ 25
  • Sábado: R$ 15 até às 16h, após R$ 25
  • Domingo: R$ 15 até às 16h, após R$ 25

Anota aí:

Endereço: Rua Outono, 523 – Cruzeiro
Horário de funcionamento: Terça à sexta-feira: 18h a 0h30 | Sábado: 14h a 0h30 | Domingo: 14h às 22h

Além de ter música ao vivo, os aniversariantes podem fazer a festa no Jângal, em BH (Jângal/Enan Correia)

Mina Jazz Bar

Coquetéis e jazz são as estrelas do Mina Jazz Bar, local com música ao vivo em BH. Com funcionamento dentro do Automóvel Clube de Minas Gerais, no Centro, o espaço seleciona bandas de jazz de Belo Horizonte para se apresentarem semanalmente.

O estabelecimento tem música ao vivo em todos os dias de funcionamento, começando entre 20h30 e 21h e indo até às 23h. A casa divulga a programação com duas semanas de antecedência na plataforma Sympla.

Paga para entrar?

Sim. O estabelcimento disponibiliza a reserva das mesas no Sympla ou por meio do WhatsApp, no número (31) 98414-8312. Os valores variam conforme o número de lugares na mesa escolhida.

  • Balcão: R$ 55 + taxa
  • Mesa de 2 lugares: R$ 110 + taxa
  • Mesa de 4 lugares: R$ 220 + taxa
  • Mesa de 5 lugaes: R$ 275 + taxa

Vale destacar que o preço pode aumentar se a atração vier de fora de Minas Gerais ou de fora do Brasil.

Anota aí:

Endereço: Avenida Álvares Cabral, 17 – Centro
Horário de funcionamento: Quinta, sexta-feira e sábado, a partir das 20h

Mina Jazz Bar tem música ao vivo 3 vezes por semana
Banda se apresentando no Mina Jazz Bar (Mina Jazz Bar/Barbara Dutra)
Andreza Miranda[email protected]

Graduada em Jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2020. Participou de duas reportagens premiadas pela CDL/BH (2021 e 2022); de reportagem do projeto MonitorA, vencedor do Prêmio Cláudio Weber Abramo (2021); e de duas reportagens premiadas pelo Sebrae Minas (2021 e 2023).

SIGA O BHAZ NO INSTAGRAM!

O BHAZ está com uma conta nova no Instagram.

Vem seguir a gente e saber tudo o que rola em BH!