Homem furta picanha de supermercado e morde funcionários ao fugir

delegacia patos de minas
Ocorrência foi registrada na Delegacia de Plantão de Patos de Minas (Reprodução/Google Street View)

Um homem de 30 anos foi preso após furtar uma peça de picanha de um supermercado, em Patos de Minas, na região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais, nessa quarta-feira (19). Ele escondeu a carne dentro da roupa e ainda mordeu funcionários do estabelecimento ao ser abordado tentando sair sem pagar pelo alimento.

O gerente de perdas do supermercado disse à Polícia Militar que o suposto cliente entrou na câmara fria e saiu de lá com uma peça de picanha em mãos. A ação foi registrada pelo circuito de segurança do estabelecimento. Em determinado momento, o homem foi para um espaço mais isolado e escondeu a carne dentro da caça.

O furto do corte bovino não se concretizou, pois o gerente e outros funcionários renderam o homem, antes que ele saísse do supermercado. Conforme registrado na ocorrência, o responsável pelo setor de perdas questionou sobre o produto escondido. O suspeito foi chamado para ir à uma sala para conversarem, mas recusou.

Mordidas

Assim que negou ir à sala, o homem tentou fugir do supermercado. Ele acabou sendo contido pelos funcionários do estabelecimento e mordeu as pessoas no braço e punho. Na sequência, tirou a peça de picanha da calça e a jogou no chão.

mordida braço
Funcionários foram mordidos enquanto homem tentava sair sem pagar (Reprodução/Toninho Coury/Clube Notícia)

A PM chegou ao supermercado e encontrou o suspeito com os funcionários do mercado. O homem não tinha passagem pela polícia e foi preso em flagrante. O gerente e os demais colegas de trabalho que foram mordidos dispensaram o atendimento médico dos militares informando que iriam até a unidade de saúde.

A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Plantão de Patos de Minas.

Edição: Vitor Fórneas
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários