Bolsonaro diz que pode vir a BH fazer passeio de moto com apoiadores

bolsonaro moto
Bolsonaro durante passeio de moto na cidade do Rio de Janeiro (Alan Santos/PR)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está planejando vir a Belo Horizonte passear de moto com apoiadores. A vinda à capital mineira poderá acontecer no próximo mês. O destino ainda não está decidido e outras duas cidades “concorrem” com o município mineiro.

A possível vindo foi dita por Bolsonaro ontem (27) durante a live que realiza todas às quintas. Após falar sobre diversos assuntos, o presidente dedicou os segundo finais da transmissão para agradecer quem compareceu no evento realizado no último domingo (23) no Rio de Janeiro.

“Obrigado a todos os motociclistas que estiveram no Rio de Janeiro. Daqui, o outro fim de semana vamos acertar [um novo passeio de moto]. Porto Alegre ou BH. Se não for possível, vamos ali em Chapecó, lá na terra do prefeito João Rodrigues, ou em outro lugar do Brasil”, afirmou deixando o mistério no ar.

‘Excepcional’

O passeio de moto do presidente provocou aglomeração, algo não recomendado durante a pandemia de Covid-19, no Rio de Janeiro e reuniu pessoas vindas de várias partes do país. Na live, Bolsonaro disse que o encontro não estava relacionado com política.

“Foi uma coisa excepcional. Muito obrigado a todos motociclistas. O encontro não teve viés político, pois nem estou filiado a nenhum partido político. O movimento foi pela liberdade, democracia e apoio ao presidente. No percursos as pessoas saudando aquela montanha de motos desfilando desde o Parque Olímpico”.

O trajeto feito por Bolsonaro e apoiadores teve cerca de 60 km e aconteceu entra a Barra da Tijuca e Aterro do Flamengo, passando, assim, da Zona Oeste para a Sul. O presidente descumpriu as normas sanitárias, já que não usou máscara de proteção e cumprimentou as pessoas.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ de maio de 2017 a dezembro de 2021. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários