‘Buzino ou grito?’: Motoboy viraliza ao fazer entrega inusitada na Grande BH

buzina ou grita
Com um grito capaz de acordar toda a vizinhança, João Coelho aposentou a buzina e divertiu os internautas (Reprodução/@coeiin_/Instagram)

Um motoboy de Pedro Leopoldo, na região metropolitana de BH, encontrou uma forma inovadora e no mínimo curiosa de chamar por um cliente que estava com o interfone estragado. Com um grito capaz de acordar toda a vizinhança, João Coelho aposentou a buzina e divertiu mais de dois milhões de internautas nas últimas semanas.

“Olha aqui o que tá escrito: ‘Buzinar ou gritar, porque o interfone não funciona’. Quê que cês querem que eu faça? Buzino ou grito? Vou gritar então, né”, diz ele, já com malícia no olhar. Depois de chegar próximo ao portão, João dá um grande “berro”.

Só no TikTok, o vídeo já soma mais milhares de interações e compartilhamentos. Nessa semana, uma grande página de humor chegou a compartilhar o conteúdo de João. Ao BHAZ, o influencer conta que momentos inusitados como esse já fazem parte da sua rotina de motoboy, o que o motiva a registrá-los em suas redes sociais.

“Uai, tá sendo bom demais essa repercussão. Há um tempo eu postava muito vídeo de dancinha, mas era só o pessoal que me conhece que achava engraçado. Esses de motoboy no TikTok já deu quase 3 milhões de visualizações”, comemora ele.

‘Tem que ter noção’

Na rede social, João também compartilhou outras vezes em que “pregou uma peça” em seus clientes. Durante a conversa, o influencer conta que todos eles levam na esportiva, por já conhecerem seu jeito espontâneo de ser.

“Eu vi que era uma pessoa que eu já conhecia, aí pensei: ‘vou brincar com ela aqui, já que ela assiste meus vídeos’. Todos que eu faço desse jeito, o pessoal fala ‘nossa, que motoboy mal educado’, mas eu sempre faço com pessoas que eu conheço, pra não ter uma falta de respeito. Tem que ter noção das coisas também, né”, contou ele.

@coeiin

Sera se o prédio é so o cara ? Kkjjjk

♬ som original – coeiin
Edição: Roberth Costa
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários