Bolsonaro lembra infância e diz que brincava com armas: ‘Crescemos homens, fortes, sádios’

Bolsonaro defende armas
Presidente Bolsonaro falou brevemente em evento na Cidade Administrativa (TVBrasil/Divulgação)

Na presença de apoiadores e sob coros de “mito” e “o povo armado jamais será escravo”. Assim foi o momento em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou, brevemente, nesta quinta-feira (30), ao participar da cerimônia do lançamento de obras do metrô de Belo Horizonte. O evento ocorre na Cidade Administrativa, região de Venda Nova, desde o início da manhã de hoje.

Depois da fala do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, o astronauta Marcos Pontes, Bolsonaro foi até o microfone e se direcionou brevemente ao público. Ele fez referência à fala do ministro, que elogiou a presença de uma criança vestida de policial militar e que tinha uma arma de brinquedo.

“Eu estou com quase 70 anos, quando eu era moleque eu brincava com isso, com arma, com flecha, com estilingue. Assim foi criada a minha geração. E crescemos homens, fortes, sádios e respeitadores”, disse o presidente Bolsonaro.

“Então meu cumprimento aos pais desse garoto por estarem emprestando o moleque para dar o exemplo de civilidade, patriotismo e de respeito. Obrigado Polícia Militar de Minas Gerais”, completou.

Roberth Costa
Roberth Costaroberth.costa@bhaz.com.br

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal em 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2018, 2019 e 2020, além de figurar entre os finalistas do prêmio Sindibel, em 2019, e Sebrae de Jornalismo, em 2021.

Comentários