Pesquisar
Close this search box.

Prefeitura decreta o fim da epidemia de dengue em Belo Horizonte

Por

fim da epidemia de dengue bh
Veja números da dengue (Reprodução/Fiocruz)

A PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) decretou o fim da epidemia de dengue na capital mineira, nesta quinta-feira (13). O Decreto de Emergência em Saúde Pública também chegou ao fim, conforme anunciado pelo prefeito Fuad Noman (PSD). A queda nos atendimentos nas unidades de saúde da cidade motivaram a decisão.

Segundo a PBH, a demanda assistencial caiu em 84% de março para maio. Nos 10 primeiros dias de junho, foram pouco mais de 3 mil atendimentos nas unidades de saúde. Levando em consideração todas as unidades, a PBH realizou cerca de 500 mil atendimentos de pacientes com sintomas de dengue.

A vacinação contra a dengue para a população entre 10 e 14 anos será mantida, nos 152 centros de saúde de BH e no Serviço de Atenção à Saúde do Viajante. Até o momento, cerca de 48 mil pessoas receberam a 1° dose, e 5 mil, a segunda.

Histórico da dengue em BH

A prefeitura publicou o Decreto de Emergência em Saúde Pública em fevereiro deste ano, quando BH registrou um expressivo aumento nos atendimentos relacionados às arboviroses. No mês de janeiro, foram 28.696 atendimentos, e em fevereiro, 118.312.

As ações para ampliar o acesso da população à assistência médica começaram em janeiro, por meio do Plano de Enfrentamento às Arboviroses. Os centros de saúde passaram a ficar abertos aos sábados e domingos, e houve intensificação das ações de combate e prevenção ao mosquito.

Com a abertura dos centros de saúde aos finais de semana, o município atendeu mais de 23,7 mil pessoas. Centros de Atendimento às Arboviroses e Unidades de Reposição Volêmica foram implantados nas regionais Centro–Sul, Barreiro e Noroeste.

Andreza Miranda

Graduada em Jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2020. Participou de duas reportagens premiadas pela CDL/BH (2021 e 2022); de reportagem do projeto MonitorA, vencedor do Prêmio Cláudio Weber Abramo (2021); e de duas reportagens premiadas pelo Sebrae Minas (2021 e 2023).

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ