Haja sorte! Apostas de BH e de cidade mineira levam mais de R$ 25 milhões

dinheiro
Quina teve o maior prêmio da história (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A sorte está em Minas Gerais e temos como provar. Três apostas realizadas no estado estão entre as vencedoras da Quina de São João sorteada na noite desse sábado (26). Os contemplados vão receber, cada um, mais de R$ 25 milhões. O prêmio total foi de R$ 204.813.741,28.

O concurso 5590 da Quina de São João sorteou o maior prêmio da história. Oito apostas acertaram as cinco dezenas sorteadas. Confira os números contemplados: 25-28-36-60-61. Não faltam motivos para os vencedores sorrirem, já que cada um vai receber R$ 25.601.717,66.

De acordo com a Caixa, duas das apostas foram realizadas em Belo Horizonte. Uma foi na Império Loterias, no bairro Floresta; e uma na Rosa de Ouro Loterias, localizada no Centro da capital mineira. A outra fezinha vencedora é de Conceição do Pará, na região Centro-Oeste de Minas, e foi feita na Praça Premiada Loterias.

As três apostas vencedoras em Minas são do tipo bolão. Veja a relação das apostas vencedoras com cinco acertos.

  • Loterias Bemol – Manaus/AM
  • Lotérica São José – Pinheiro/MA
  • Lotérica da Velha – Blumenau/SC
  • Lotérica Esquina da Sorte – Avare/SP
  • Império Loterias – Belo Horizonte/MG
  • Rosa de Ouro Loterias – Belo Horizonte/MG
  • Praça Premiada Loterias – Conceição do Pará/MG

Mais vencedores

A Quina de São João também premiou quem acertou quatro, três e duas dezenas.

  • 4 acertos – 2.143 apostas ganhadoras – R$ 9.276,34
  • 3 acertos – 158.391 – R$ 188,73
  • 2 acertos – 4.213.069 apostas ganhadoras – R$ 3,90

O próximo concurso vai acontecer amanhã (28) e a estimativa de prêmio é R$ 700 mil.

Edição: Roberth Costa
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ de maio de 2017 a dezembro de 2021. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários