Mais dois ônibus são incendiados nesta madrugada em BH; criminosos deixaram carta e trocaram tiros

Ônibus incendiados
É o terceiro caso em menos de dois dias (Corpo de Bombeiros/Divulgação)

O Corpo de Bombeiros atendeu mais duas ocorrências de ônibus incendiados em Belo Horizonte, durante a madrugada deste sábado (28). É o terceiro caso em menos de dois dias, já que a corporação também debelou um incêndio criminoso em um coletivo na madrugada dessa sexta-feira (27).

Desta vez, os incêndios foram no bairro Eymard, região Nordeste de BH, e no bairro Campo Alegre, região Norte da capital. A primeira ocorrência se deu no início da madrugada, na rua Jornalista Osvaldina Nobre, próximo ao Anel Rodoviário.

De acordo com os bombeiros, um ônibus da linha 8205 (Maria Goretti) foi incendiado e o solicitante relatou chamas altas no veículo, seguidas de várias explosões. Não houve vítimas e, segundo o motorista do coletivo, criminosos atearam fogo no veículo e deixaram uma carta com ele.

A carta foi entregue à Polícia Militar e, ainda segundo o Corpo de Bombeiros, ela pedia o retorno de visitas aos presidiários. Os agentes debelaram as chamas, que também atingiram o portão de uma oficina.

Troca de tiros

A outra ocorrência foi registrada no final da madrugada, na rua Lindolfo Color, próximo ao posto de saúde do bairro Campo Alegre. De acordo com o solicitante, três indivíduos armados com arma de fogo ameaçaram o motorista da linha 717 e atearam fogo no ônibus.

O Corpo de Bombeiros, a PM, a Polícia Civil e a Cemig foram acionados para o local, e os criminosos teriam trocado tiros com a polícia antes de fugir. Os bombeiros debelaram as chamas e limparam a via para eliminar riscos de acidentes no local.

Ainda segundo a corporação, testemunhas relataram que o crime pode ter relação com a morte de um menor. Não houve vítimas.

Recorrência

Os bombeiros já haviam combatido um incêndio em um ônibus nessa sexta-feira, no bairro Jaqueline, e outras ocorrências similares foram registradas nas últimas semanas. No final da madrugada de ontem, um veículo da linha 739 (Estação Vilarinho/ Jaqueline) ficou totalmente destruído depois de ser incendiado.

O crime se deu na rua Atanasia dos Jardins, próximo à escola Daniel Alvarenga Pascal. De acordo com a corporação, as chamas se propagaram e atingiram também a rede elétrica. Segundo testemunhas, dois indivíduos teriam colocaram fogo no ônibus e fugido rapidamente do local em seguida.

O coletivo estava estacionado no ponto final do itinerário. A Cemig foi acionada por causa do rompimento de fios energizado, e a a PM permaneceu no local até a chegada da perícia, que também foi acionada.

Edição: Vitor Fernandes
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduanda em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Comentários