Pesquisar
Close this search box.

Médica é presa em BH após perseguir e ameaçar a ex por não aceitar fim do namoro

Por

médica persegue ex
A médica é suspeita de cometer violação de domicílio, violência psicológica, ameaça, perseguição contra a ex-namorada (PCMG/Divulgação)

Uma médica de 28 anos foi presa na noite de ontem (21) no bairro Santa Cruz, na região Nordeste de Belo Horizonte. Ela é suspeita de cometer violação de domicílio, violência psicológica, ameaça, perseguição contra a ex-namorada, além de descumprir as medidas protetivas requisitadas pela vítima.

Segundo a Polícia Civil, a médica, que atua na área de psiquiatria, perseguia de forma recorrente a vítima, além ter invadido o prédio onde a vítima morava e o escritório em que ela trabalhava. Os crimes seriam motivados porque a suspeita não aceitava o fim do relacionamento.

Segundo a delegada de polícia Larissa Mascotte, titular da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher em BH, a mulher perseguia a ex-namorada durante o ano. A investigadora reforça que a Lei Maria da Penha também é aplicável em caso de violência em relacionamentos entre duas mulheres.

“Ela chegou a encaminhar 200 emails em um único dia para a vítima. Também ameaçou de morte o atual companheiro da vítima. A mulher foi presa no bairro Santa Cruz e não ofereceu resistência. Ela confessou todos os crimes e foi encaminhada para o presídio de Vespasiano”, explica.

Larissa Reis

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog. Também participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ