Alvo de ‘fake news’ sobre ter HIV, Anitta dá invertida ‘consciente’ e ganha elogio da UNAIDS Brasil

anitta cantora top rosa
Cantora rebateu fake news sobre HIV (Reprodução/@anitta/Instagram)

O nome da cantora Anitta voltou a ser um dos assuntos mais comentados nas redes sociais hoje (3) após o surgimento de uma notícia falsa dizendo que a artista é portadora de HIV. Em resposta, Anitta disse “estar nem aí” e que “ter HIV não é xingamento” – comentário que rendeu, inclusive, elogios do UNAIDS Brasil.

O assunto teve início quando um usuário do TikTok divulgou em uma live que a cantora seria portadora do vírus HIV, e a informação falsa se espalhou até chegar na artista. Um internauta marcou a cantora em um post no Twitter, repudiando atitude, e perguntando se a equipe de Anitta não faria nada. Veja o post:

Resposta da Anitta

Um dos comentários no Twitter destacou a repercussão de vídeos com a temática no YouTube, que chegaram a ocupar primeiras posições da rede social, causando ainda mais indignação nos internautas. Além de responder que “ter HIV não é xingamento”, Anitta disse que se for processar “cada uma das fake news” sobre ela vai acabar com todo o dinheiro “só pagando advogado”.

Depois da reposta de Anitta, a UNAIDS Brasil, escritório do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS no Brasil, agradeceu a artista pelo posicionamento. “Valeu, Anitta, por esclarecer as pessoas! A pessoa que vive com HIV, está em tratamento e atinge supressão viral pode se tornar indetectável e o HIV deixa de ser transmitido por relações sexuais sem preservativo”, escreveu o perfil.

“Informação é a chave para promover um mundo sem estigma e discriminação”, finaliza o post da UNAIDS.

Edição: Roberth Costa
Mateus Felipemateus.felipe@bhaz.com.br

Graduando em Jornalismo pelo Centro Universitário Internacional UNINTER.

Comentários