Funcionário do Carrefour é encontrado preso em elevador do supermercado após 36 horas desaparecido

Carrefour Avenida Conselheiro Nébias Santos litoral São Paulo
Caso aconteceu em uma unidade de Santos, no litoral paulista (Reprodução/Google StreetView)

Um funcionário da rede Carrefour foi encontrado preso dentro do elevador do supermercado, na manhã dessa segunda-feira (27), depois de ficar desaparecido desde o último sábado (25), ao encerrar o expediente. Durante esse período, a mãe pediu ajuda das pessoas para encontrar o filho, que, segundo ela, utiliza remédio controlado. O Carrefour informou que apura o fato internamente.

De acordo com o G1, o colaborador ficou sem comer e sem beber durante os quase dois dias no elevador de transporte de cargas. O supermercado funcionou no domingo (26), e mesmo assim, ele só foi localizado no início do expediente dos funcionários do primeiro turno de ontem e ninguém tinha notado a presença dele dentro do equipamento, onde ele ficou por cerca de 36 horas.

O funcionário trabalha há aproximadamente sete anos na unidade, que fica na avenida Conselheiro Nébias, em Santos, no litoral de São Paulo. Quando o rapaz não voltou para casa e não deu notícias após o trabalho no sábado, os familiares se mobilizaram para encontrá-lo. Em uma página no Facebook, a mãe pediu ajuda para descobrir o paradeiro dele e disse que o filho toma remédios controlados.

“Boa noite, esse é meu filho, desde ontem não volta para casa, estou preocupada, pois ele toma remédio controlado. Compartilhem por favor, se o virem me liguem”, escreveu a mãe. A publicação tem centenas de compartilhamentos, curtidas e comentários. “Ele trabalha no Carrefour, bom menino”, respondeu uma conhecida na publicação.

Postagem da mãe em página de rede social (Reprodução/Facebook)

O que diz o Carrefour

O Carrefour informou ao BHAZ, por nota (leia abaixo na íntegra) e via telefone, que o colaborador passa bem e se encontra em casa com a sua família, após ser atendido no hospital da cidade e fazer alguns exames. Segundo o supermercado, os familiares estão recebendo todo o suporte e apoio psicológico da empresa. A rede ainda disse que disponibilizou uma assistente social para o funcionário e a mãe dele.

Ainda de acordo com a empresa, o colaborador estava com o uso do celular à disposição, falou com a mãe no sábado à noite, mas não informou que estava preso no elevador, apenas informando que estava bem e não dormiria em casa. Após 24 horas, quando o filho ainda não apareceu em casa, a mãe tentou entrar com contato com ele novamente, mas já não conseguiu uma resposta, gerando as postagens na rede social pedindo por ajuda.

A rede disse que encontraram o funcionário sem nenhum machucado ou sequela e o acompanharam durante toda a realização dos exames até em casa. Por fim, o supermercado afirmou que ficaram consternados com o ocorrido e estão apurando o fato internamente.

Nota do Carrefour

“Informamos que o colaborador passa bem e se encontra em casa com a sua família, após ser atendido no hospital da cidade e fazer alguns exames. Estamos junto aos familiares para prestar todo o suporte necessário, incluindo apoio psicológico. Ficamos consternados com o ocorrido e estamos apurando o fato internamente”.

Edição: Vitor Fernandes

Comentários