Pesquisar
Close this search box.

Covid-19: Prefeitura de BH começa a vacinar idosos de 65 a 69 anos com vacina bivalente

Por

vacinação idosos covid
A partir de hoje, pessoas de 68 e 69 anos podem se vacinar (Rodrigo Clemente/PBH)

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) começa a vacinar, nesta quinta-feira (9), idosos de 65 a 69 anos com a vacina bivalente contra a Covid-19. Indígenas, quilombolas e pessoas com deficiência permanente também podem se imunizar.

Segundo o calendário, a convocação dos idosos será escalonada para evitar aglomeração nos postos. A partir de hoje, pessoas de 68 e 69 anos podem se vacinar. Já a partir de sexta-feira (10), é a vez dos cidadãos que tenham entre 65 e 67 anos.

A imunização contra Covid-19 acontece em 143 centros de saúde (confira os endereços aqui) e duas instituições de ensino da capital mineira: na Faculdade UNA (Regional Centro-Sul) e no Centro Universitário Uni-BH (Regional Oeste).

Vale lembrar que não é possível se imunizar com a vacina bivalente em postos destinados à vacinação infantil.

Quem pode receber a vacina bivalente?

A PBH recebeu uma nova remessa com 65.166 mil doses da vacina bivalente do Ministério da Saúde, repassada pela Secretaria de Estado de Saúde. Além dessa faixa etária, a administração municipal já convocou idosos de 70 anos ou mais e pessoas com alto grau de imunossupressão maiores de 12 anos.

Para receber essa nova dose, o cidadão precisa ter concluído ao menos o esquema primário completo de duas doses com as vacinas monovalentes. Deve, ainda, respeitar o intervalo mínimo de quatro meses da última dose.

A vacina bivalente aumenta a proteção contra as cepas já identificadas, incluindo a ômicron.

Como tomar a vacina bivalente?

Para receber a dose bivalente do imunizante, é necessário não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias. No ato da vacinação, deve-se apresentar documento de identidade com foto e CPF, além do cartão de vacinas.

Veja requisitos para pessoas com deficiência permanente:

  • Ser pessoa com deficiência com 18 anos ou mais residente em Belo Horizonte;
  • Apresentar documento de identificação com foto;
  • Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;
  • Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias;
  • Apresentar documento comprobatório a respeito da deficiência, conforme orientações a seguir:
  • laudo médico que indique a deficiência; ou
  • cartões de gratuidade no transporte público que indique condição de deficiência; ou
  • documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação;
  • ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; ou
  • documento oficial de identidade com a indicação da deficiência; ou
  • qualquer outro documento que indique se tratar de pessoa com deficiência.

Com PBH

Nicole Vasques

Jornalista formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), escreve para o BHAZ desde 2021. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ