Pesquisar
Close this search box.

Pedimos ao ChatGPT para escrever um obituário do Pelé; veja o resultado

Por

Pelé comemora gol com a camisa da a seleção brasileira
ChatGPT escreveu obituário de Pelé, mas cheio de erros Reprodução/Arquivo CBF

Usamos o ChatGPT, página treinador por machine learning e inteligência artificial para criar o obituário de Pelé, o Rei do Futebol. E, apesar de muitos estarem exaltando as funcionalidades da ferramenta, adianto que o resultado do texto criado é desastroso.

O texto criado via ChatGPT tem erros de informação e de gramática.

O ChatGPT é uma ferramenta criada pela OpenAI, fundação de pesquisa em inteligência artificial criada por Elon Musk, o bilionário dono da Tesla, do Twitter e da SpaceX. Mas ele deixou o comando da organização em 2018 e, atualmente, quem a comanda é Greg Brockman, que já fechou parceria com a Microsoft.

Veja abaixo como ficou o obituário de Pelé criado pelo ChatGPT

Abaixo você vai ler o texto criado pela inteligência artificial do ChatGPT após a morte de Pelé, o Rei do Futebol. O pedido à ferramenta de inteligência artificial foi para que escrever um texto jornalístico de até 1000 palavras sobre a morte de Pelé.

Aproveitamos para assinalar em negrito os erros do obituário. Depois do texto colocamos as informações corretas.

Leia:

“Edson Arantes do Nascimento, mais conhecido como Pelé, nasceu em 23 de outubro de 1940, na cidade de Tres Corações, no estado de Minas Gerais, no Brasil. Filho de Dondinho e Celeste Arantes, Pelé começou a jogar futebol aos 6 anos de idade, no clube Bauru Athletic Club.

Aos 15 anos, Pelé foi contratado pelo Santos Futebol Clube, onde começou a sua carreira profissional de futebol. Rapidamente, Pelé se tornou um dos jogadores mais habilidosos e talentosos do futebol brasileiro, e em 1958, aos 17 anos, foi convocado para a seleção brasileira de futebol.

Em sua primeira Copa do Mundo, realizada na Suécia em 1958, Pelé se tornou o jogador mais jovem a marcar um gol em uma Copa do Mundo. O Brasil ficou em quarto lugar na competição, mas Pelé já havia se tornado um astro do futebol mundial.

Em 1962, Pelé levou o Brasil à vitória na Copa do Mundo, marcando duas vezes na final contra a Tchecoslováquia. Aos 22 anos, Pelé se tornou o primeiro jogador a ganhar duas Copas do Mundo.

Durante sua carreira, Pelé também teve sucesso no Santos Futebol Clube, ganhando seis títulos do Campeonato Paulista e duas Copas Libertadores da América. Em 1977, Pelé se aposentou do futebol profissional, tendo marcado 1.281 gols em 1.363 jogos.

Após se aposentar, Pelé continuou a ser um ícone do futebol mundial e foi nomeado embaixador da paz pelas Nações Unidas em 1995. Ele também tem sido um ativo defensor de causas sociais e ambientais em todo o mundo.

Além de sua carreira de futebol, Pelé também teve sucesso como ator e cantor. Ele atuou em vários filmes e lançou vários álbuns de música. Pelé também tem sido um empresário bem-sucedido, com investimentos em várias empresas.

Em 1999, a FIFA (Federação Internacional de Futebol) o elegeu como o melhor jogador de futebol de todos os tempos. Pelé é amplamente considerado um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos e continua a ser um ícone global do esporte.”

Correções em relação ao texto criado pelo ChatGPT:

Em 1958, o Brasil foi campeão do mundo pela primeira, e não ficou em quarto lugar.

Em 1962, Pelé não jogou a final da Copa do Mundo. Ele se lesionou na segunda partida e desfalcou a seleção brasileira. Na verdade, ele marcou dois gols na final de 1958 contra a Suécia, na vitória de 5 a 2.

Pelé não foi campeão aos 22 anos, mas aos 21, e, ele não era o único a ganhar duas Copas do Mundo. No Brasil mesmo, Garrincha estava em 1958 e 1962.

Pelé não ganhou só seis títulos do Campeonato Paulista. O Rei do Futebol foi campeão 10 vezes pelo Santos.

Sobre a quantidade de jogos e gols marcados por Pelé ao longo da carreira, Fifa, Santos, CBF e o próprio Rei do Futebol divergem sobre os números. Inclusive, o BHAZ fez uma matéria a diferença na contagem de gols de Pelé.

Redação BHAZ

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ