Cruzeiro sai na frente, mas sofre empate logo depois e continua ’empacado’ na tabela

Goias e Cruzeiro
O jogador Elvis comemora gol durante partida entre Goiás e Cruzeiro, válida pelo Campeonato Brasileiro Série B. (Carlos Costa/Futura Press/Folhapress)

O Cruzeiro abriu o placar, mas levou um gol no lance seguinte e conquistou apenas um ponto contra o terceiro colocado Goiás, nesta noite de terça-feira (7), no Estádio da Serrinha, em Goiânia. Mesmo invicto há nove rodadas, o time de Luxa ainda empata muito no campeonato e agora ocupa a 14ª posição, com 26 pontos, doze de distância para o G4 e três para o Z4.

Na próxima rodada, o Cruzeiro tenta reencontrar a vitória no confronto direto contra a 15ª colocada Ponte Preta, na Arena do Jacaré com torcida, no sábado (11).

Difícil

O jogo começou truncado e as duas equipes marcavam forte para não deixar o adversário chegar. A primeira jogada bem construída veio aos 13, quando Adriano fez um passe para Cáceres que cruzou e Sobis cabeceou para fora.

O Goiás tentou aos 23 na cabeçada de David Duarte… nas redes pelo lado de fora.

Pouco perigo

Na marca dos 35 do 1T, a bola sobrou para Alef Manga na diagonal. O atacante do time goiano chutou de primeira e a bola foi no ângulo, tirando tinta da trave. No finalzinho, aos 46, Sobis tentou o chute de longe e a bola também subiu.

No começo do 2T, aos 11, Giovanni chutou de fora da área e a bola foi no canto direito, perto da trave. Porém a equipe celeste continuava com dificuldades para acertar passes e descer ao ataque.

Um atrás do outro

Pouco depois, a partida mudou de figura. Aos 17 do 2T, o Cruzeiro abriu o placar após contra-ataque puxado por Wellington Nem. Ele tocou para Thiago mandar por cima de Tadeu, direto para as redes.

Mas, após 2 minutos, o Goiás fez o gol (polêmico) de empate. Brock tirou mal da área, a bola ficou com Nicolas e ele viu Elvis livre na entrada da área. O meia não desperdiçou e chutou no canto: 1 a 1.

O time de Luxa tentou responder aos 27 no chute de fora de Wellington Nem. A bola até passou perto, mas o empate amargo se manteve até o final. O Cruzeiro continua sem conseguir engrenar na tabela.

Beatriz Kalil Othero
Beatriz Kalil Otherobeatriz.othero@bhaz.com.br

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre esportes para o BHAZ. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2021 e de reportagens premiadas pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil em 2020.

Comentários