Não faltou vontade, mas o Peñarol foi mais competente, e o Galo perdeu

Não faltou vontade, mas o Peñarol foi mais competente, e o Galo perdeu

Publicado em | Atualizado em
Não foi uma noite inspirada do Attlético. Derrota merecida. Foto: twitter.com/Libertadores

Justamente quando o time teve uma semana inteira para treinar e descansar, perdeu para o Peñarol. É o futebol!

Só estatísticas não vale nada, sem a pontaria não estiver afiada. Teve quase 80% de posse de bola e deu apenas um chute certeiro no gol uruguaio.

Everson tem falhado em gols tomados, mas quando se está ganhando, falhas individuais não são realçadas. Hoje falhou de novo, principalmente no segundo gol.

Dureza é ter de ouvir e ler papagaios repetindo a manjada frase “lei do ex-“, bordão criado para se referir a gol marcado por ex-jogador do time. Um punhado repetiu isso para falar sobre o primeiro gol, do Lucas Hernandez, que teve passagem horrorosa pelo Galo.

A saída do Otávio, machucado, logo no início do jogo foi muito ruim para os planos do Milito. Scarpa faz falta. Certamente seria escalado caso fosse um jogo decisivo. Pensando nos próximos jogos, mais importantes, Milito acertou ao não o utilizar.

Aliás, gostei da postura do treinador na entrevista coletiva após a primeira derrota. Sereno, sem chiliques, sem transferir responsabilidades. Diferentemente da maioria dos colegas dele, principalmente brasileiros e o português Abel Ferreira.

Enfim, primeira derrota sob comando do Gabriel Milito, que não abala em nada a visível evolução do Atlético sob comando dele.

SIGA O BHAZ NO INSTAGRAM!

O BHAZ está com uma conta nova no Instagram.

Vem seguir a gente e saber tudo o que rola em BH!