Homem experimenta atividades em cadeira de rodas e viraliza nas redes

will belfort
Homem compartilha experiências com milhares de seguidores nas redes sociais (Reprodução/Instagram)

Um homem cadeirante do Canadá tem chamado atenção nas redes sociais ao mostrar como contorna os desafios de mobilidade para realizar atividades que parecem impossíveis para pessoas com movimentos limitados. Em várias publicações no Instagram, ele mostra detalhes da prática de exercícios como pole dance, slackline, escalada e musculação.

Will Belfort é um jogador de basquete em cadeira de rodas, mas não se limitou à prática do esporte e resolveu explorar outras atividades. Atualmente, ele compartilha as experiências com uma plateia virtual de mais de 76 mil seguidores e inspira milhares de pessoas ao redor do mundo.

Em suas redes sociais, Will se define como “defensor da deficiência”. Em um dos inúmeros vídeos compartilhados diariamente em seu perfil no Instagram, é possível vê-lo se apoiando em pedras para subir sozinho uma parede de escalada, experimentando movimentos de nível avançado de levantamento de peso e relembrando shows lotados que costumava frequentar antes da pandemia de Covid-19.

O atleta sofre de paralisia cerebral, o que acaba por limitar sua mobilidade. Mesmo assim, ele encarou os desafios e começou a competir profissionalmente no esporte. Agora, ele usa a repercussão nas redes para inspirar outras pessoas.

Em uma das publicações mais recentes, Will convidou uma professora de pole dance para ajudá-lo a começar a prática. Com a orientação da profissional, ele repete movimentos feitos por qualquer praticante que não tenha mobilidade completa, sem nenhuma adaptação. Confira:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Professional wheelchair user♿️ (@woody_belfort)

‘Vulnerável e empoderador’

Com a repercussão, o atleta conseguiu criar uma rede de pessoas que têm deficiências semelhantes e usam o espaço para compartilhar histórias e encontrar apoio e inspiração. “Você realmente me ajudou a me tornar confiante numa cadeira de rodas e me ajudou a perceber que eu posso ser o que quiser, que a cadeira de rodas não era o problema, mas sim a minha mentalidade”, comentou um jovem e um depoimento compartilhado por Will.

O relato ecoa histórias de várias outras pessoas, que deixam milhares de comentários e mensagens no perfil do canadense. “Muito obrigado, você fez a diferença na minha vida”, disse um seguidor. “Você também ajuda as pessoas que não estão na mesma situação que você. Sua luz brilha mais forte do que você imagina”, comentou uma outra.

Vários ainda elogiam Will pela postura adotada não só com os vídeos das atividades, mas por usar a visibilidade para conscientização. Diariamente, ele provoca reflexões, compartilha relatos sobre preconceito com pessoas com deficiência e mostra também os “erros” e dificuldades que surgem no processo de aprender um novo esporte, como forma de encorajar que outras pessoas não se rendam aos obstáculos.

“É por isso que eu faço o que eu faço. Ajudar outras pessoas em situações semelhantes a ganhar confiança nelas mesmas e fazê-las perceber que a cadeira de rodas não precisa ser um problema”, afirmou Will em uma das inúmeras publicações em que compartilha os relatos que recebe dos seguidores.

Edição: Roberth Costa
Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Editora do BHAZ desde julho de 2021 e repórter desde 2019. Graduada em jornalismo pela PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais). Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2021, além de figurar entre os finalistas do prêmio Sebrae de Jornalismo também em 2021.

Comentários