Menino de 11 anos pula de ônibus escolar para fugir de bullying

Georgia EUA menino pula do ônibus escolar
Menino pulou da janela para fugir de “valentões” (Reprodução/Gabinete do Xerife do Condado de Walton)

Um menino de 11 anos pulou de um ônibus escolar na tentativa de escapar de “valentões”. O incidente ocorreu nos Estados Unidos, no estado da Geórgia, no condado de Walton, na última semana. A criança saltou da janela e caiu no teto de uma caminhonete, antes de cair na rodovia. As informações são do Fox 5 Atlanta.

O garoto sofreu uma concussão e quebrou o cotovelo. O Gabinete do Xerife do Condado de Walton teve que fechar todo o cruzamento durante a investigação, enquanto os paramédicos cuidavam da criança ferida.

Dion Murphy, o pai da criança, disse ao jornal local que a primeira coisa que lhe passou pela cabeça depois de ouvir sobre o incidente foi que o filho havia morrido. “Morte. A primeira coisa que eu penso quando ouço que você saltou de um veículo… Fiquei preocupado que ele tivesse sido atropelado ou morto”, disse Murphy. “Meu filho poderia ter perdido a vida”.

Única opção

De acordo com Murphy, que assistiu ao vídeo de segurança do ônibus, o filho estava sendo intimidado a ponto de sentir que pular pela janela era a única opção. “Um aluno pulou na cara dele, estava empurrando-o e empurrando-o contra a janela”, conta o pai. “Então, quando ele caiu, o outro aluno agarrou o sapato dele e não quis devolvê-lo.”

“Neste momento ele sentiu que estava contra a parede. Meu filho sentiu uma necessidade desesperada de escapar, ele pulou pela janela”, lamenta. O pai também contou que este não foi um incidente isolado. “Uma garota estava batendo nele também; há outra fita dele sendo arrastado pelo corredor; há outra fita daquela que eu vi hoje, que o menino o empurrou”, disse ele. “Há mais fitas. Tipo, há muito mais fitas desse tipo de situação acontecendo”.

O que diz a escola?

Em um comunicado, as Escolas do Condado de Walton disseram estar “cientes das alegações de bullying”. Eles não divulgaram os vídeos mencionados pelo pai. “Após um incidente de ônibus em 5 de maio, um aluno do distrito escolar de Walton County sofreu ferimentos leves, sem risco de vida”, disseram em comunicado. “Os outros alunos e o motorista do ônibus não ficaram feridos.”

“Os funcionários da escola e do distrito estão cientes das alegações de bullying feitas em conexão com este evento. O Distrito Escolar do Condado de Walton não tolera bullying e assédio de qualquer tipo. O incidente está sendo investigado minuciosamente pelos funcionários da escola e quaisquer questões disciplinares que possam surgir serão tratadas de forma adequada no nível da escola”, afirmaram.

Murphy disse que o bullying durou o ano todo, e ele até se encontrou com autoridades da escola para tratar sobre o assunto em março – mas nada foi feito. “Isso partiu meu coração, porque essa situação nunca deveria ter acontecido, isso é algo que deveria ter sido resolvido”, disse.

“É por isso que estou tão chateado, porque a escola literalmente negligenciou a agressão e não fez nada a respeito”.

O menino não está mais matriculado na escola em questão.

Edição: Roberth Costa

Comentários