#VetaZema: Fretadores apresentam abaixo-assinado contra PL que regulamenta apps

Buser Minas Gerais
PL inviabiliza o funcionamento de plataformas de fretamento como a Buser. (Buser/Divulgação)

Fretadores de Minas Gerais saem hoje (23) rumo à Cidade Administrativa, em Venda Nova, para entregar um abaixo-assinado com 100 mil assinaturas pedindo que o governador do estado, Romeu Zema (NOVO), não aprove o PL (Projeto de Lei) 1.155/15 que estabelece uma série de limitações para a operação de empresas de transporte fretado no estado, como é o caso da Buser. O governador tem até amanhã (24) para decidir sobre o veto.

A ação está marcada para às 11h de hoje e é promovida pelo movimento Fretadores pela Liberdade. Segundo os organizadores, o governador precisa decidir “de que lado está e se vai defender a livre iniciativa”, uma das maiores bandeiras de seu partido.

Ao BHAZ, o empresário do setor de fretamento e membro do movimento, Cleuber Vieira, diz que a ação não se trata de uma carreata, nem um protesto organizado, mas que os empresários estarão reunidos a partir das 9h30 no Centro de Belo Horizonte e seguirão até a sede do governo de Minas.

“Juntamos mais de 100 mil assinaturas e vamos sair com esse documento para protocolar na Cidade Administrativa”, explica Cleuber. Segundo ele, nove empresários participarão da ação de hoje. “Estamos torcendo para que [ele vete] sim. Ontem (22) ele [Zema] esteve na área de embarque para ver tudo o que está acontecendo, nossa expectativa é que ele vete sim”, afirma.

Já o outro fretador, João Cleto da Luz, diz que o PL acaba com o setor de fretamento e prejudica até mesmo o turismo em Minas. “As assinaturas comprovam que esse PL acaba com o setor de fretamento e fere todo o turismo de Minas. Se o projeto for aprovado o desemprego vai explodir e os culpados serão os deputados que agem em nome das grandes empresas de ônibus”.

Nas redes sociais, a tag #VetaZema foi uma das mais comentadas nos últimos dias, ganhando apoio também de parlamentares mineiros, como Marcela Trópia e Guilherme da Cunha, ambos do partido NOVO.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Fretadores Pela Liberdade (@fretadorespelaliberdade)

Buzinaço: Relembre a última manifestação

Fretadores se concentraram em frente à Cidade Administrativa, na rodovia MG-010, na manhã da quarta-feira (15). O ato teve o objetivo de pressionar o governador Romeu Zema a vetar o PL. Segundo a assessoria do movimento Fretadores pela Liberdade, cerca de 300 ônibus ficaram em frente à sede do estado e seguiram para um buzinaço em BH.

O buzinaço foi iniciado na porta da ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais), responsável pela aprovação do projeto. A sede do legislativo mineiro fica na Praça da Assembleia, no bairro Santo Agostinho, região Centro-Sul da capital mineira. De acordo com o fretador João Cleto da Luz, o protesto também visou chamar a atenção da população.

“A gente está querendo fazer uma situação que chame atenção da população, para ver o grande benefício que estamos para perder”, diz em entrevista ao BHAZ. “Quem utiliza o transporte, necessita às vezes de fazer uma viagem, vai deixar de ter a opção de ter um transporte diferenciado com preço diferenciado”, complementa. O fretador também aponta que a lei traria prejuízo para empresas de transporte fretado e causaria até mesmo demissão de funcionários (leia mais aqui).

Buser em Minas Gerais

A ideia da Buser nasceu em Minas Gerais, quando Marcelo Abritta, fundador da empresa, teve que organizar uma viagem de 30 familiares saindo com destino a Arraial da Ajuda, na Bahia, onde celebraria seu casamento. Ele percebeu que fretar um ônibus de 48 lugares para levar os 30 convidados sairia mais barato que comprar 30 passagens de ida e volta na única empresa que operava a rota.

Em janeiro de 2017, depois de conversar com um colega, o empresário começou a trabalhar no projeto. Marcelo criou uma página no Facebook em junho daquele ano para compartilhar a ideia. As operações só puderam ter início efetivamente em 2018.

Recentemente, a Buser anunciou um plano de expansão em Minas Gerais para chegar a mais 20 cidades e lançar mais de 75 novas rotas intermunicipais e interestaduais. Hoje, a empresa conta com mais de 400 parceiros entre fretadores e viações maiores, utilizando aproximadamente 1.200 ônibus. Além disso, tem mais de 4 milhões de pessoas cadastradas na sua plataforma digital (leia mais aqui).

Edição: Vitor Fernandes
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários