Pesquisar
Close this search box.

Homem suspeito de arrancar orelha de enteado e agredir ex-mulher é preso em Minas

Por

polícia civil viatura
Suspeito foi localizado a 140 km da cidade onde os crimes ocorreram (Amanda Dias/BHAZ)

Um homem de 36 anos foi preso, nessa segunda-feira (22), suspeito de agredir a ex-mulher e arrancar a orelha do enteado, que tinha 4 anos na época da agressão. Os crimes foram registrados em Várzea da Palma, no Norte de Minas, em 2021.

Segundo a Polícia Civil, o investigado estava foragido desde aquele ano. Ele foi localizado morando em Curvelo, a 140 quilômetros da cidade onde as agressões ocorreram.

A corporação ressalta que os crimes causaram grande comoção pública à época. Depois do cumprimento da ordem de prisão, o homem foi encaminhado ao sistema prisional.

O BHAZ entrou em contato com a Polícia Civil para mais detalhes sobre as agressões que levaram o menor a perder a orelha. Tão logo responda à demanda, esta matéria será atualizada.

Violência contra mulher: como denunciar?

Se você sofre algum tipo de violência ou conhece alguém que está precisando de apoio, procure ajuda e não disfarce a sua dor. Para mais informações e agendamento, ligue para (31) 3555-1394 ou envie um e-mail para [email protected].

Moradoras de Belo Horizonte também podem denunciar via telefone, discando 181, 197 ou 190. Assim, veja outros mecanismos de denúncia em Minas Gerais:

  • Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher: av. Barbacena, 288, Barro Preto | Telefones: 181 ou 197 ou 190;
  • Casa de Referência Tina Martins: r. Paraíba, 641, Santa Efigênia | 3658-9221;
  • Nudem (Núcleo de Defesa da Mulher): r. Araguari, 210, 5º Andar, Barro Preto | 2010-3171;
  • Casa Benvinda – Centro de Apoio à Mulher: r. Hermilo Alves, 34, Santa Tereza | 3277-4380;
  • Aplicativo MG Mulher: Disponível para download gratuito nos sistemas iOS e Android, o app indica à vítima endereços e telefones dos equipamentos mais próximos de sua localização, que podem auxiliá-la em caso de emergência. O app permite também a criação de uma rede colaborativa de contatos confiáveis que ela pode acionar de forma rápida caso sinta que está em perigo.

Confira também o Manual Básico de Enfrentamento da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, elaborado pela Polícia Civil de Minas para ajudar vítimas a identificarem casos de violência dentro de casa.

Nicole Vasques

Jornalista formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), escreve para o BHAZ desde 2021. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ