Mãe é presa suspeita de torturar filha adotiva com ferro quente em Minas

PCMG
Segundo as investigações, a jovem já teve a mão queimada com um ferro quente pela suspeita (Amanda Dias/BHAZ)

Uma mulher de 59 anos foi presa temporariamente na última quarta-feira (22) suspeita de torturar a filha adotiva, de 13. Os crimes foram cometidos em São Domingos das Dores, na região do Rio Doce.

No último dia 3, a adolescente procurou o Conselho Tutelar da cidade para denunciar as violências sofridas. Após a denúncia, a Delegacia de Polícia Civil em Inhapim, outro município da região, deu início às investigações de forma imediata.

Segundo as investigações, a jovem já teve a mão queimada com um ferro quente pela suspeita. A irmã gêmea da vítima, que também morava com os pais adotivos, confirmou os crimes.

A vítima agora passará por exame de corpo de delito. Possíveis abusos sexuais cometidos contra a adolescente também são investigados.

O Ministério Público e o Conselho Tutelar municipal continuam acompanhando o caso e as duas meninas estão sob cuidados no Abrigo Municipal da cidade de Dom Cavati.

Com PCMG

Larissa Reis
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários