Pesquisar
Close this search box.

Dez pacientes contraem infecção após cirurgia de catarata em hospital de Minas Gerais

Por

hospital são vicente de paulo pacientes infecção cirurgia de catarata
Pacientes contraíram infecção após fazerem cirurgia de catarata no Hospital São Vicente de Paulo (Reprodução/Google Street View)

Dez pacientes contraíram infecção após fazerem cirurgia especializada em catarata no Hospital São Vicente de Paulo, em São Vicente de Minas, na região Sul de MG. A prefeitura de Lambari, na mesma região, havia encaminhado 71 pacientes para o procedimento na unidade hospitalar, no dia 17 de dezembro.

Em nota publicada no Instagram, nessa terça-feira (26), a prefeitura afirma que estabeleceu uma parceria para encaminhamento de pacientes de Lambari para o Hospital São Vicente de Paulo. Isso porque a cidade não consegue atender à demanda para cirurgias de catarata.

Após a identificação dos 10 pacientes com infecção após a cirurgia de catarata, “a Secretaria de Saúde de Lambari prontamente os atendeu e eles foram transferidos para receber tratamento especializado em hospitais em Belo Horizonte”, informou a prefeitura.

A administração municipal afirma que acompanha os pacientes afetados e que disponibilizou transporte, hospedagem e alimentação para todos que vieram para Belo Horizonte. A prefeitura ainda destaca que deixou à disposição, também, assistente social para oferecer apoio psicológico durante a recuperação dos pacientes.

A gestão do município também afirma que notificou judicialmente o Hospital São Vicente de Paulo e o médico responsável pelas cirurgias. “Além disso, acionou a GRS de Varginha para que sejam adotadas todas as providências legais para a apuração detalhada desses casos”.

Segundo a Prefeitura de Lambari, ao longo dos últimos anos, “diversas cirurgias de catarata foram realizadas com sucesso no mesmo hospital”. Por fim, a administração municipal reiterou que “segue trabalhando incansavelmente para que todos os 10 pacientes afetados possam se recuperar o mais rapidamente possível”.

Andreza Miranda

Graduada em Jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2020. Participou de duas reportagens premiadas pela CDL/BH (2021 e 2022); de reportagem do projeto MonitorA, vencedor do Prêmio Cláudio Weber Abramo (2021); e de duas reportagens premiadas pelo Sebrae Minas (2021 e 2023).

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ