Sobe para cinco o número de mortos em Capitólio e há estimativa de 20 desaparecidos

acidente capitolio
Bombeiros trabalham no resgate das vítimas (Divulgação/CBMMG)

O acidente em Capitólio, no Sul de Minas, chega a cinco mortos e pelo menos 20 desaparecidos, segundo informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros. Uma coletiva de imprensa foi realizada no fim da tarde deste sábado (8) para dar mais detalhes sobre a tragédia que ocorreu na manhã de hoje. Além dos bombeiros, estiveram presentes representantes da Defesa Civil, Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal.

O número de mortes em Capitólio passou de dois para cinco. De acordo com o coronel dos bombeiros Edgard Estevo, a estimativa é de que pelo menos 20 pessoas ainda estejam desaparecidas. Ainda segundo o militar, 40 bombeiros e mergulhadores estão no local da tragédia.

Além disso, outras 32 pessoas ficaram feridas e tiveram que ser encaminhadas para hospitais da região. Das três embarcações atingidas, duas delas afundaram. Do total de feridos, 23 vítimas receberam atendimento na Santa Casa de Capitólio e já foram liberadas. Duas tiveram fraturas expostas nos membros superiores, e foram atendidas na Santa Casa de Piumhi. Três estão na Santa Casa de Passos, e outras quatro na Santa Casa de São João da Barra com ferimentos leves.

De acordo com os bombeiros, uma das vítimas teve trauma da face. Em relação às embarcações atingidas, duas delas afundaram pela colisão com as rochas. A corporação informou que o número de embarcações atingidas pode aumentar, pois havia muitas no local no momento do acidente.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fernandesvitor.fernandes@bhaz.com.br

Editor e repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva do Portal UOL. Com reportagens vencedoras nos prêmios CDL (2018, 2019, 2020 e 2022), Sindibel (2019), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários