Bolsonaro diz que apresentará provas de fraudes nas eleições na próxima quinta-feira

live bolsonaro
Presidente se comprometeu a mostras provas de fraudes (Reprodução/Jair Bolsonaro/YouTube)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) marcou para a próxima quinta-feira (29) a data de apresentação de supostas fraudes nas eleições presidenciais. As irregularidades, segundo o presidente, aconteceram nos pleitos de 2014, vencido por Dilma Rousseff (PT), e 2018, no qual ele foi o vitorioso ao derrotar Fernando Haddad (PT).

“A gente vai convidar a imprensa, vamos decidir o horário ainda, para demonstrar o que aconteceu no segundo turno de 2014 e também parte do que aconteceu em 2018 que dá para você ter a convicção que houve, sim, interferência”, disse o presidente em trecho da live realizada na quinta-feira (22).

Bolsonaro contou que vai apresentar até mesmo “matéria da Globo, para não ter dúvida” de que houve fraudes. “A tendência era [eu] ganhar no primeiro turno e eu vou mostrar imagem do pessoal da Globo falando que praticamente acabou a eleição [de 2018] no primeiro turno”.

Segundo o presidente, comprovar as fraudes no sistema eleitoral é defender a liberdade. “O que está em jogo é a tua liberdade”. As provas das supostas fraudes estão marcadas para acontecer na próxima quinta (29).

Promessa da semana

Na última terça (20), Bolsonaro havia antecipado que iria mostrar as fraudes no pleito em que Dilma venceu o então senador Aécio Neves (PSDB).  “Semana que vem quero apresentar provas de que as eleições na urna eletrônica não são seguras. Aécio Neves venceu as eleições em 2014”, disse em entrevista à Itatiaia.

O presidente acredita que houve uma invasão de hacker no sistema eleitoral. “Ministro Barroso [presidente do TSE] disse que não tem como invadir o sistema do Tribunal Superior Eleitoral, mas vou provar que tem. Temos um hacker preso em Minas que invadiu o TSE”.

Edição: Roberth Costa
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários