Deputado mineiro vai pedir reforço na segurança após ameaça de Carlos Bolsonaro

O deputado federal mineiro Rogério Correia (PT) vai protocolar um pedido na Câmara dos Deputados para aumentar sua segurança após receber ameaças do filho do presidente da República e vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (PSC). Rogério também afirmou que abrirá uma representação contra Carlos no Ministério Público Federal.

A confusão ocorreu no Twitter, após uma postagem do deputado. “Ei Bolsonaro vai tomar no **! Retuíte e mostre coragem!”, escreveu Rogério. Na sequência, o filho do presidente respondeu: “Teu ‘grito de coragem’ será respondido de outro jeito! Prepara ai, amigão! Tudo encaminhado!”, afirmou Carlos.

Em conversa com o BHAZ, o deputado informou que sentiu-se ameaçado e que tomará providências. “Vou pedir reforço na segurança pois, além de tudo, eles – se referindo à família Bolsonaro – agem em forma de violência e têm relação com a milícia. Depois do que aconteceu com Marielle, tem que ter cuidado. Essa ação do Carlos incentiva e incita a violência em seus seguidores ”, diz Rogério.

Ele ressalta ainda que não mantinha contato com Carlos e que estranhou a postagem. “Nós nunca discutimos ou trocamos mensagens, eu nem sigo ele. Acho que isso é um sinal de que estão muito desesperados por conta da impopularidade crescente. Durante o Carnaval isso ficou claro e eles responde sempre com ataques, seja a mim, à Educação, aos artistas e ao próprio Carnaval”, relata.

A reportagem tentou contato com a equipe de Carlos Bolsonaro durante todo o dia, mas não obteve sucesso. Este texto será atualizado assim que o vereador carioca atender o BHAZ.

Rafael D'Oliveirarafael.doliveira@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.