Pesquisar
Close this search box.

Mineira ‘de coração’, Carol Gattaz revela rolês favoritos em BH: ‘Roça grande’

Por

carol gattaz 3
Carol Gattaz vive em BH há quase dez anos e contou o que mais gosta de fazer no Arreda pra Cá (BHAZ/Divulgação)

Você concorda com aquela música de César Menotti e Fabiano que diz que “não há lugar melhor que BH”? O BHAZ sem dúvidas concorda – e muitas outras pessoas também, viu? Uma delas é a jogadora de vôlei Carol Gattaz, primeira convidada do Arreda pra Cá, o novo podcast do BHAZ. No episódio desta semana, ela contou o que mais gosta de fazer na capital mineira e garantiu: é aqui que ela ama, é aqui que ela quer ficar.

Contratada do Minas Tênis Clube há quase dez anos (ela chegou em 2014, depois de sofrer cortes em duas Olimpíadas), Carol Gattaz hoje está entre as atletas que conquistaram mais títulos na história do clube. E também está no time das pessoas que foram conquistadas por Belo Horizonte.

“O que eu gostei de BH desde o começo é que BH é meio que uma roça grande, né? Porque, assim, é uma cidade muito tranquila, eu acho que o mineiro tem disso”, conta Carol. Segundo ela, a semelhança com a própria cidade, São José do Rio Preto, ajudou a amenizar a dificuldade de estar longe de casa e da família.

“O mineiro tem essa coisa de ser educado, de querer receber todo mundo bem, então eu me identifiquei na hora, porque eu falei ‘cara, parece que eu estou em casa’. Não por menos eu estou aqui faz quase dez anos”, relata a atleta, que ainda resume a sensação: “É uma cidade grande, que tem tudo, mas ao mesmo tempo é acolhedora”.

Vai pra onde?

Com quase uma década vivendo na capital mineira, Carol Gattaz já tem sua lista de “rolês favoritos” de BH – e os principais têm a ver com outra coisa que Minas Gerais sabe fazer muito bem: comida. “Comida mineira, se for comer todos os dias, eu não jogo vôlei, porque é muito boa, mas é uma comida mais pesada, né? Mas eu amo comida mineira, amo”, afirma.

Entre os programas favoritos em BH, Carol Gattaz cita um queridinho recente: o Mercado Novo. A rotina puxada de treinos e competições com o Minas Tênis Clube e a seleção brasileira, no entanto, dificultam os passeios. “A gente não tem tempo de sair. A gente treina muito, viaja muito, então quando a gente tem o nosso tempo livre, nós vamos num restaurante. Mas não é sempre”, conta.

E quem quiser levar ela embora de BH vai ter trabalho, viu? No Arreda pra Cá, Carol comenta sobre uma proposta recente que recebeu de outro clube e garante: “Tenho preferência por Belo Horizonte, com certeza. O Minas [Tênis Clube] tem meu coração, isso não escondo de ninguém e nunca escondi. É meu clube e sempre foi meu clube preferido”.

Arreda pra Cá

Se tem duas coisas que o mineiro gosta de verdade, elas são: Minas Gerais e uma boa conversa. Se juntar os dois então, já viu… E foi exatamente isso que o BHAZ fez: o Arreda pra Cá, nosso podcast, recebe personalidades mineiras e figuras importantes que têm tudo a ver com a história do nosso estado. Tem esporte, internet, arte e uma bebidinha que não pode faltar, né!?

Gostou? Arreda pra cá, então! Pra conferir tudo sobre o podcast e assistir os papos com outros convidados, é só clicar aqui.

Giovanna Fávero

Editora no BHAZ desde março de 2023, cargo ocupado também em 2021. Antes, foi repórter também no portal. Foi subeditora no jornal Estado de Minas e participou de reportagens premiadas pela CDL/BH e pelo Sebrae. É formada em Jornalismo pela PUC Minas e pós-graduanda em Comunicação Digital e Redes Sociais pela Una.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ