Pesquisar
Close this search box.

Livro infantil de piadas sobre meninas causa polêmica na web

Por

livro infantil machista
Reprodução/Facebook

Um livro infantil se transformou em alvo de polêmica na internet, no início desta semana, e tem dividido opiniões de pessoas de diferentes partes do país. A publicação “Piadas sobre Meninas (para meninos lerem)”, da V&R Editoras, repercute devido ao conteúdo que apresenta.

A obra do escritor Paul Hassada conta com anedotas que, em sua maioria, menosprezam as mulheres. Para dezenas de usuários do Facebook e do Twitter, as “brincadeiras” são machistas.

Livro infantil de piadas sobre meninas causa polêmica na web

“Como o neurônio de uma menina morre? Sozinho” e “Por que a Estátua da Liberdade é mulher? Porque precisavam de uma cabeça oca para colocar o mirante” são outras das piadas.

O livro com textos curtos de humor, vistos ao longo de 80 páginas, foi lançado em 2009. Na terça-feira (6), voltou a repercutir por causa de uma postagem da página “Meu Deus do Céu que Macho Chato do Caralho”. O post sobre o material ultrapassou 54 mil compartilhamentos.

Na tarde desta sexta-feira (6), no entanto, a página que divulgou as imagens do livro foi retirada do ar. Antes de ser apagada, internautas contrários às ideias divulgadas na comunidade sugeriam uma ação coletiva em que os discordantes a denunciassem para tentar derrubá-la.

Livro infantil nas prateleiras?

Esta não é a primeira vez que o livro causa polêmica nas redes sociais. Em novembro de 2015, quando internautas repercutiram o conteúdo dele pela primeira vez, a V&R Editoras explicou que o material deixou de ser produzido e comercializado. Uma versão contrária da obra, com piadas sobre meninos para meninas lerem, também fazia parte da coleção que foi descontinuada.

A editora explicou ainda que não possui responsabilidade em relação à distribuição de exemplares dos livros. Para a empresa, a criação deles foi uma “infelicidade”. A V&R também revelou que Paul Hassada trata-se um autor fantasma, cuja identidade é mantida sob sigilo.

Roberth R Costa

De estagiário a redator, produtor, repórter e, desde 2021, coordenador da equipe de redação do BHAZ. Participou do processo de criação do portal em 2012; são 11 anos de aprendizado contínuo. Formado em Publicidade e Propaganda e aventureiro do ‘DDJ’ (Data Driven Journalism). Junto da equipe acumula 10 premiações por reportagens com o ‘DNA’ do BHAZ.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ