Morre filho de Whindersson Nunes e Maria Lina, o bebê João Miguel

Bebê nasceu prematuro, com 22 semanas de gestação (Reprodução/@winderssonnunesc/Instagram)

Morreu nesta segunda-feira (31), dois dias após nascer, o primeiro filho do humorista Whindersson Nunes e da influenciadora Maria Lina. O bebê João Miguel nasceu prematuro, com 22 semanas de gestação, no sábado, em uma maternidade de São Paulo. A criança estava sob cuidados médicos desde então.

A morte do bebê teria sido confirmada por meio da assessoria de imprensa de Whindersson, conforme informa o G1. Ainda no fim de semana, o artista publicou um texto em que dizia que o filho “veio antes do esperado”. “A mãe dele foi uma leoa demais”, elogiou também, ao falar de Maria.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Whindersson Nunes 🏠 (@whinderssonnunes)

Internautas lamentam morte do bebê

Nas redes sociais, influenciadores e demais internautas prestaram seus sentimentos a Whindersson e Maria Lina pelo falecimento do bebê. O nome de “João Miguel” ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta segunda-feira. Alguns chegaram a comentar que a morte foi o fruto de ataques negativos que a família recebeu após o humorista anunciar o nascimento prematuro do filho.

“Eu queria saber como um ser humano consegue dormir depois de ver que desejou mal ao filho do Whindersson e da Maria Lina e acabou acontecendo o pior. João Miguel, que o céu te receba pequeno. #Luto“, disse uma pessoa. Pequena Lô desejou: “Forças pro Whindersson e à Maria”.

A influenciadora Caroline Lins comentou: “Acho que tudo o que o Whindersson e a Maria precisam agora é de acolhimento. Ninguém deveria passar por essa dor e o mínimo que podemos fazer é tornar o ambiente da internet pra eles algo mais agradável e gentil, não dá mensurar na dor de um pai/mãe perder o filho”. Confira um pouco da repercussão:

Roberth Costa
Roberth Costaroberth.costa@bhaz.com.br

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal em 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2018, 2019 e 2020, além de figurar entre os finalistas do prêmio Sindibel, em 2019, e Sebrae de Jornalismo, em 2021.

Comentários