Home Notícias Minas Gerais Soldado mata a namorada, a mãe dela, sua própria mãe e depois se mata

Soldado mata a namorada, a mãe dela, sua própria mãe e depois se mata

Embora distantes cerca de 300 quilômetros, Divinópolis, na região Oeste de Minas; e Rio Pomba, na Zona da Mata, foram palcos de uma mesma tragédia, que resultou em quatro mortes. A tragédia começou em Divinópolis, onde, na noite desta sexta-feira, 11, o soldado Igor Quintão Vieira, de 23 anos, matou a namorada, Aline Guimarães Rodrigues, de 34 anos, que também era soldado da PM; e a mãe dela, Elisabete Guimarães Rodrigues, de 66 anos. E terminou em Rio Pomba, para onde o soldado foi depois de cometer o duplo assassinato. Lá, com um tiro no rosto, ele matou sua própria mãe, Eloiza Santa Quintão Vieira, de 48 anos e, por fim, se matou.

Os corpos de Igor e de sua mãe foram encontrados às 6h30 da manhã deste sábado por parentes do soldado que se dirigiram à casa de sua mãe, no bairro do Rosário. Na mão de Igor, estava o revólver calibre 38 que ele teria utilizado para matar Aline, Elisabete, Eloiza e, por fim, se matar. Imediatamente, a polícia foi acionada para dar início às investigações.

Os parentes do soldado Igor foram para o local porque, pouco antes, o irmão havia recebido, pelo WhatsApp, uma mensagem em que ele confessou os homicídios de Divinópolis e anunciou que mataria a própria mãe e, em seguida, tiraria a própria vida. Na mensagem, o soldado explicou que decidiu matar a mãe para poupá-la de saber dos crimes que havia cometido em Divinópolis.

De posse dessa informação, policiais de Rio Pomba acionaram os de Divinópolis, que, às 9h deste sábado, entraram na casa da soldado Aline e a encontraram morta em um quarto. Em um quarto ao lado, estava o corpo da mãe.

As causas da tragédia ainda estão sendo apuradas. Segundo informou a PM em Belo Horizonte, parentes contatados preliminarmente não informaram a ocorrência de qualquer desentendimento que pudesse ter gerado os crimes. Atualmente, o soldado Igor Vieira fazia o curso da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, no bairro do Prado, em Belo Horizonte.

Comentários

Marcelo

Marcelo

Marcelo Freitas é redador-chefe do Bhaz

Carregar mais em Minas Gerais