Home Notícias BH Prefeita suspeita de desviar R$ 20 mil para matar jornalista ganha prisão domiciliar 

Prefeita suspeita de desviar R$ 20 mil para matar jornalista ganha prisão domiciliar 

Desde o sábado (7) que a prefeita afastada de Santa Luzia, Roseli Pimentel (PSB) está cumprindo prisão domiciliar. A decisão foi do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que permitiu ela de deixar a penitenciária Estevão Pinto, em Belo Horizonte, utilizando tornozeleira eletrônica.

Roseli foi presa no dia 7 de setembro após ser apontada como a mandante e financiadora da morte do jornalista Maurício Campos Rosa, proprietário do jornal “O Grito”.

As investigações apontaram que Roseli desviou R$ 20 mil dos cofres públicos para executar o jornalista. Essa verba seria destinada à Secretaria de Saúde. Para obter o valor, ela fez uma manobra alegando que compraria mamão. Por isso, emitiu uma fatura com esse objetivo através da Secretaria de Educação do município.

A prefeita contratou um homem para matar o jornalista após ser ameaçada por ele, segundo as investigações. No dia do crime, uma reunião foi agendada na casa do principal suspeito de ter matado o jornalista. Ao final do encontro, Maurício foi atingido por cinco disparos de arma de fogo.

O assassinato do jornalista ocorreu em 17 de agosto de 2016. Segundo as investigações, Maurício foi atingido por cinco tiros quando deixava a casa de um assessor da prefeita afastada, no bairro Frimisa.

Comentários

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Carregar mais em BH