Home Notícias Minas Gerais Chuvas deixam cidades destruídas, mulheres e crianças desaparecidas e alerta de perigo em MG

Chuvas deixam cidades destruídas, mulheres e crianças desaparecidas e alerta de perigo em MG

As fortes chuvas que atingiram o Estado castigaram cidades do interior de Minas. Segundo o último boletim da Defesa Civil desta segunda-feira, seis municípios se encontram em situação de emergência. No arco metropolitano, as cidades de Ribeirão das Neves, Caeté e Pedro Leopoldo, foram arrasados por trombas d’água. Já no Leste de Minas, o município de Rio Casca está totalmente alagado e ilhado. Na mesma região vários municípios estão em situação muito grave.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, a situação na Zona da Mata a situação é de ‘grande perigo’. Somente na cidade de Caratinga houveram 22 deslizamentos de terra e 34 pessoas foram notificadas a deixarem suas casas por risco de desabamento.

O alarmante é que deve chover na região até 60 mm/hora, entre esta noite e a manhã desta terça-feira (5). “Risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios e grandes deslizamentos de encostas em cidades com tais áreas de risco”, diz o comunicado.

Mulheres e crianças desaparecidas

Duas mulheres e duas crianças estão sendo procuradas pelos militares do Corpo de Bombeiros na cidade de Urucânia, na região da Zona da Mata. De acordo com a ocorrência, as quatro vítimas teriam desaparecido após a enxurrada causada pelo temporal que atingiu a cidade nesta segunda (4).

A Cemig interrompeu o sistema de energia elétrica na mesma cidade. Os municípios de Rio Casca, Abre Campo, Santo Antônio do Grama, São Pedro dos Ferros, Pedra Bonita e Santa Cruz do Escalvado também estão sem energia. Segundo a Cemig, a decisão foi necessária devido as enchentes na região.

“A cheia atingiu um nível perigoso e poderia entrar em contato com a rede de energia, trazendo riscos de choque elétrico à população”, informou.

Governador se posiciona

O governador Fernando Pimentel se reuniu com os ministros das Cidades, Alexandre Baldy, e da Integração Nacional, Helder Barbalho nesta segunda-feira (4), em Belo Horizonte. O objetivo foi discutir a situação dos municípios mineiros mais atingidos pelas chuvas dos últimos dias.

Segundo Fernando Pimentel, a Defesa Civil de Minas Gerais está toda mobilizada e será montado um Posto de Coordenação de Comando e Controle em Rio Casca, no Território Caparaó, para auxiliar as cidades da região.

“Os dois ministros vieram justamente para atender essa situação de emergência em que estamos entrando agora. Num primeiro momento, estávamos preocupados com as cidades aqui do arco metropolitano. Mas, agora, temos uma situação mais grave ainda no Leste de Minas. Naquela região já temos municípios em situação muito grave. O que estamos discutindo são providências que vão ter que ser tomadas. A Defesa Civil estadual já está mobilizada. Nós vamos montar um Posto de Comando e Controle lá na região de Rio Casca, que é a mais grave. Aqui nós já temos ações nossas em Caeté e Ribeirão das Neves”, explicou Pimentel.

O governador lembrou que a liberação de recursos depende da decretação de estado de calamidade por parte dos municípios. “Tem sempre a possibilidade do recurso (emergencial) a partir do Sistema Nacional de Defesa Civil. Municípios que decretam situação de emergência têm acesso a recursos do sistema”, concluiu.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, ressaltou que o Estado terá ações rápidas. “Todos os municípios que estão sendo atingidos pelas fortes chuvas dos últimos dias em Minas Gerais terão a nossa atenção. Estaremos em diálogo tanto com o Estado e as prefeituras para que as ações possam chegar o mais rápido possível. Estamos apenas aguardando a conclusão das informações para que haja reconhecimento nacional da situação de emergência nos municípios. A partir de amanhã, Ribeirão das Neves já estará com a sua situação reconhecida. O município é o que está mais adiantado nessas informações. Na sequência, nós estaremos recebendo as demandas financeiras, primeiro, para restabelecer a normalidade desses municípios, e, em seguida, viabilizar recursos para construções”, afirmou Barbalho.

Chuvas continuam em BH e região

As chuvas não param em Belo Horizonte e por toda Minas Gerais. Essa é a previsão da meteorologia para a semana que se inicia. Na capital mineira, a segunda-feira (4) será de tempo nublado com pancadas de chuva a qualquer hora. A mínima deve ficar em 18ºC e a máxima chegará aos 26ºC.

O meteorologista Claudemir Félix, do Instituto Tempo Clima da PUC Minas, explica que as áreas de instabilidade estão atuando com muita intensidade no Estado. “Por conta disso, está chovendo bastante, seja em BH como em outros municípios mineiros”, diz. A umidade relativa do ar, no período da manhã, esteve em 100%. Já à tarde ela chegará aos 80%. A previsão é de que o tempo nublado dê uma trégua a partir do final de semana.

Comentários

Rafael D'Oliveira

Jornalista e redator do portal Bhaz

Carregar mais em Minas Gerais