Home Notícias BH BH terá 500 novas bikes e 250 patinetes elétricos para aluguel

BH terá 500 novas bikes e 250 patinetes elétricos para aluguel

Belo Horizonte vai ganhar 500 bicicletas e 250 patinetes novos no serviço de compartilhamento de transporte e mobilidade urbana. Desta vez, quem chega com a novidade é o aplicativo Yellow, empresa brasileira de soluções de mobilidade urbana individual, que vai oferecer o serviço no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução).

A empresa inicia a operação piloto nos bairros Centro, Savassi, Santa Efigênia, Santo Agostinho, Lourdes, Funcionários, Carmo, Cruzeiro, Anchieta e Sion.

Para se beneficiar com o sistema de transporte, o cidadão interessado vai desembolsar R$ 1 a cada 10 minutos para as bikes e R$ 3 para desbloquear o patinete, mais R$ 0,50 a cada minuto de uso desse veículo. As corridas podem ser pagas com cartão de crédito e dinheiro.

Como funciona?

As bicicletas, que estarão disponíveis inicialmente em mais de 30 pontos privados parceiros, podem ser usadas todos os dias, a qualquer hora. Podem ser estacionadas depois em qualquer lugar dentro da área de atuação da Yellow na cidade, em locais onde o estacionamento de bicicletas é permitido (paraciclos e vagas comum de veículos, perpendicularmente ao sentido da via). Vale lembrar, que nas áreas do projeto-piloto as vagas disponíveis em via pública operam no sistema do Estacionamento Rotativo, da BHTrans.

Já os patinetes estarão disponíveis todos os dias da semana das 8h às 20h. “Começamos com mais de 30 pontos parceiros para bikes e patinetes e outros estão em cadastramento. A Yellow disponibiliza todas as manhãs os patinetes nesses locais; já o usuário poderá encerrar a corrida em um desses pontos ou em qualquer local da área de atendimento, contanto que tome cuidado para não atrapalhar o fluxo de pedestres”, explica um dos fundadores da Yellow, Ariel Lambrecht.

No fim do dia a Yellow recolhe os patinetes para recarga, manutenção e limpeza. E na manhã seguinte, os disponibiliza novamente para uso nos pontos privados.

Compra de créditos

As lojas ou bancas conveniadas para a compra do crédito podem ser consultadas pelo aplicativo. E, por enquanto, não haverá nenhum tipo de pacote para o usuário. “A Yellow sempre planeja formas de atuação adaptadas à realidade de cada cidade em que opera. Por enquanto a cobrança será única em BH, mas pode ser algo nesse sentido venha a ser implementado no futuro”, diz o diretor de relações públicas da Yellow, Ricardo Kauffman.

De acordo com ele, o tempo de uso é determinado pelo usuário. “O que pode esgotar é o valor de créditos inseridos na carteira virtual do aplicativo. Nesse caso, o usuário ficará com valor negativo, que será descontado na próxima recarga”, explica.

A fiscalização do uso do equipamento será feito por profissionais conhecidos como “Guardiões da Yellow”. “Eles são fundamentais para a organizaço da operação, manutenção dos equipamentos, auxílio à população e, claro, na fiscalização. Além disso, bikes e patinetes têm GPS, o que já evitou episódios indesejados e ainda levou à recuperação de bicicletas e à apreensão de pessoas envolvidas nesses casos. As bikes são desenvolvidas ainda com peças exclusivas, que não se adaptam a outros modelos”, completa Kauffman.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Jornalista no Portal BHAZ

Comentários