Home Notícias BH Rotativo Digital gera mais de 100 mil autos de infração em BH; descubra a principal motivação

Rotativo Digital gera mais de 100 mil autos de infração em BH; descubra a principal motivação

Um ano e quatro meses após ser implantado, em fevereiro de 2018, o sistema rotativo digital da BHTrans computou no sistema 109.909 autos de infração de trânsito (AITs) até o mês de maio de 2019. As irregularidades foram registradas e emitidas pela Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte (GMBH), que atua em parceria com equipes da BHTrans e Polícia Militar.

Estacionar o automóvel desrespeitando as regras do sistema rotativo é o motivo número um das autuações. Somente este ano, segundo a GMBH, de janeiro a maio, foram emitidos 37.754 AITs. No ano passado, desde a implantação do sistema digital, até maio, foram emitidos 33.855 AITs. Durante todo o ano de 2018, as infrações chegaram a 72.155.

Os principais motivos das autuações, em todas as ocasiões, foram, nesta ordem, segundo informações da Guarda Municipal:

º   Estacionar em desacordo com regulamentação  de estacionamento rotativo;
º   Estacionar em desacordo com a regulamentação, em vaga de carga/ descarga;
º   Estacionar em vagas reservadas a pessoas com deficiência, sem credencial;
º   Estacionar em local ou horário proibido pela sinalização.

Piloto de Carga e Descarga tem 2 mil ativações em seis dias

Recém-implantado pela BHTrans, no último dia 5, o rotativo voltado para as vagas de carga e descarga surpreendeu. Inicialmente temerosos com uma possível cobrança para fazer o serviço de carga e descarga de mercadorias, motoristas fizeram 2.325 ativações em seis dias úteis de funcionamento da nova regra.

Quem estaciona em área de carga e descarga agora tem de ativar, gratuitamente, o app (BHTrans/Divulgação)

A cidade tem 770 vagas (que representam 2.656 caso se respeitado o limite de tempo) para carga e descarga. Elas funcionam com regulamentação variável, dependendo do local, de segunda a sábado.

Para carga e descarga, os motoristas precisam apenas ativar o sistema. Não há cobrança em valores. O objetivo da BHTrans por meio desse projeto é entender melhor o uso dessas vagas. A partir do dia 19, as demais áreas destinadas a carga e descarga da capital terão regulamentação de tempo também. O prazo máximo dado é de uma hora.

Desde sua implantação até 11 de junho, o sistema rotativo digital em toda a cidade teve 3.475.840 ativações e 1.900.3689 ativações do bônus de 30 minutos.

Como usar o rotativo digital?

Para acessar o sistema rotativo digital, o usuário tem a opção de se cadastrar e adquirir os créditos nos pontos de venda (lanchonetes e bancas de revistas e jornais, por exemplo) ou baixar um dos 15 aplicativos disponíveis e credenciados pela empresa que gerencia o trânsito e o transporte na capital (veja lista aqui) em seus sistemas virtuais para Android e IOS e adquirir os créditos.

Após escolher uma das lojas virtuais disponíveis, o motorista deve cadastrar a placa do seu carro e escolher quantos créditos quer comprar e a forma de pagamento. Pode ser cartão de crédito, débito ou boleto. Depois, é só ativar o rotativo quando estacionar e ficar atento ao tempo de permanência indicado na placa de regulamentação na rua.

O valor do crédito é o mesmo valor da antiga folha do rotativo  –  R$ 4,40 – e vale pelo mesmo tempo. O cidadão conta ainda com um bônus de 30 minutos por cada crédito adquirido.

Belo Horizonte tem, segundo a BHTrans, 23.607 vagas de estacionamento dentro do sistema rotativo, que, se respeitado o tempo de permanência, se transformam em 106.607, fazendo o rodízio entre os carros.

As vagas de Estacionamento Especial para Idosos somam 481 e as voltadas para Pessoas com Deficiência, 542 (essas não são cobradas do cidadão).

As vagas rotativas digitais gratuitas também afetam motoqueiros. O sistema para motos foi implantado em 16 de outubro de 2018 e, desde então, teve 21.713 ativações. São 653 vagas na cidade.

Como se defender de uma AIT?

A Defesa da Autuação é a oportunidade de apresentar um requerimento indicando inconsistências e solicitando o cancelamento do Auto de Infração de Trânsito (AIT), ou seja, o arquivamento do auto, no qual foi registrada uma infração de seu veículo, antes que seja aplicada uma penalidade.

Segundo informações no portal da BHTrans, o contribuinte tem 28 dias para apresentar recurso à Prefeitura de Belo Horizonte, contados a partir da
da data de emissão da notificação de autuação.

Os pedidos de defesa devem ser feitos via internet (clique neste link) ou pessoalmente no BH Resolve – Central de Relacionamento Presencial da Prefeitura de Belo Horizonte, que fica na avenida Santos Dumont, 363 – Centro (entre Ruas Rio de Janeiro e Espírito Santo). O horário de atendimento é segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

Comentários