Suposto caso de mulher com novo coronavírus é descartado em BH

Pornprom Satrabhaya/Bangkok Post + Google Street View/Reprodução

A SES-MG (Secretaria de Saúde de Minas Gerais) descartou a suspeita sobre uma moradora de Belo Horizonte, de 35 anos, que teria contraído o novo coronavírus na China. Segundo o órgão, a mulher não atende aos critérios de suspeita para a doença recomendados pelo Ministério da Saúde.

Outras três suspeitas da chegada do vírus ao Brasil, no Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, também foram descartadas. Desta forma, não há, até o momento, a suspeita de que o coronavírus tenha chegado ao país.

+ Alerta mundial: OMS recomenda atenção após descoberta de novo vírus chinês

Em BH, a suspeita sobre a paciente foi levantada na terça (21), quando a mulher procurou a UPA Centro Sul após voltar de uma viagem a Changai. Ela apresentava sintomas respiratórios compatíveis, até então, com o coronavírus.

+ Ruas vazias, falta de máscaras e mais: Mineiros relatam rotina após descoberta de novo vírus na China

Ainda segundo a secretaria, a suspeita foi levantada devido ao fato de que a paciente esteve em um evento internacional na China, teve contato com pessoas de diversos locais do mundo e apresentava sintomas respiratórios por vários dias.

A mulher foi conduzida para o Hospital Eduardo de Menezes, onde permaneceu em observação. No entanto, a secretaria ainda não tinha, naquele momento, o protocolo do Ministério da Saúde, com orientações sobre casos suspeitos de coronavírus. Após receber o documento, o órgão voltou atrás e descartou a suspeita.

Por medida de precaução, para evitar a disseminação de uma possível nova doença, ainda desconhecida, foi decidido pelo isolamento da paciente. A mulher passou por exames realizados pela Funed (Fundação Ezequiel Duas) e suas amostras serão encaminhadas a fundação Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Segundo a SES-MG o estado clínico da mulher é estável e a alta hospitalar está sendo avaliada.