Home PatrocinadoDjavan em única apresentação, no Palácio das Artes, no dia 27 de março com a turnê “Vesúvio” 2020

Djavan em única apresentação, no Palácio das Artes, no dia 27 de março com a turnê “Vesúvio” 2020

Um dos principais artistas da música popular brasileira, Djavan faz única apresentação no Grande Teatro Palácio das Artes, no dia 27 de março, às 21 horas, com a turnê de “Vesúvio” 2020. Garanta já o seu ingresso!

O sucesso dessa turnê é imenso, foram mais de 50 apresentações pelo Brasil e pela Europa, com casas lotadas. O cantor volta a BH para apresentar pela última vez o show “Vesúvio”, que encerra a turnê em julho. “Vesúvio” é o vigésimo quarto álbum de sua carreira. No repertório, além de canções do último trabalho, como os singles “Solitude”, “Vesúvio” e “Orquídea”, o espetáculo inclui também sucessos do alagoano, como “Se”, “Flor de Lis”, “Eu te devoro” e “Samurai”, entre outras.

Djavan apresenta uma nova banda composta por velhos companheiros como o guitarrista João Castilho e os pianistas Paulo Calasans e Renato Fonseca, e dois músicos novos, o baixista Marcelo Mariano e o baterista Felipe Alves, uma cozinha com um suingue ainda mais pop para a sua nova safra de canções. É o próprio compositor quem assina a direção do espetáculo.

Sobre Djavan

Djavan é dono de inúmeros sucessos, que mesmo depois de décadas continuam agradando pessoas de todas as idades. Suas músicas foram trilhas sonoras de novelas da TV Globo, como “Alegre Menina” em Gabriela, entre outras. Um dos maiores compositores da MPB, suas canções ganharam outras vozes com: Nana Caymmi em “Dupla traição; Maria Bethânia, “Álibi; Roberto Carlos, “A ilha”; Gal Costa, “Açaí” e “Faltando um pedaço”; e Caetano Veloso, “Sina”. A música “Flor-de-lis”, foi o primeiro sucesso de Djavan no disputado mercado americano, na voz da diva Carmen McRae, com o título de “Upside Down”.

Djavan se tornou um dos compositores brasileiros mais gravados no mundo, ao lado de Tom Jobim e Ivan Lins. Em uma de suas parcerias, Djavan teve um dos melhores músicos americanos, Stevie Wonder, que participou da faixa “Samurai” como uma espécie de boas vindas ao circuito da música pop mundial. Seu CD duplo “Ao vivo”, vendeu mais de dois milhões de cópias. Suas canções e discos receberam prêmios como o Grammy Latino, Prêmio Multishow, entre outros.

Comentários