Home NotíciasBHKalil reage a pronunciamento de Bolsonaro, que recebe resposta até do diretor-geral da OMS

Kalil reage a pronunciamento de Bolsonaro, que recebe resposta até do diretor-geral da OMS

O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a respeito da pandemia do novo coronavírus, divulgado nessa terça-feira (24), gerou reações em diversas camadas da sociedade, com muitas críticas nas redes sociais. Nesta quarta (25), o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), publicou um vídeo em que fala a respeito do que disse o presidente. As falas de Bolsonaro também geraram reação por parte do diretor-geral da OMS (Organização Mundial de Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus.

+ Bolsonaro contraria órgãos de saúde, ataca medidas contra Covid-19 e é duramente criticado

Leia mais: BH amanhece com sensação de -1ºC e frio deve seguir durante a semana

No Instagram, Kalil disse em vídeo que gostaria de saber qual o médico, cientista ou especialista orientou Bolsonaro para que o presidente fizesse o pronunciamento. Segundo o prefeito de BH, as falas de Bolsonaro foram ”uma desconstrução muito difícil do que nós humildes prefeitos e governadores estamos tentando fazer nesse país”, disse em referência às medidas de prevenção contra a Covid-19.

”Eu não posso me furtar, não faz parte do meu estilo, de lamentar profundamente a fala do presidente da República. Aquilo é uma desconstrução muito difícil do que nós humildes prefeitos e governadores estamos tentando fazer nesse país”, comentou Kalil.

Leia mais: Lutadores de jiu-jitsu pedem reabertura de academias em manifestação

”Eu lamento muito, e gostaria de saber qual o médico, cientista e especialista o orientou para que fizesse um pronunciamento em cadeia nacional para nação. O nome desse médico, desse cientista seria muito importante. Foi pauta de campanha do presidente ter homens técnicos no seu lugar, e na primeira vez que apareceu um homem técnico dando instruções técnicas ele foi desmoralizado pelo presidente da República”, continuou.

”Mas é o óbvio que nós sabemos que tem que ficar em casa
Dito isso, porque não sou de ficar de nhem nhem nhem, temos que repudiar o que lutamos tanto para conseguir”, completou o prefeito no vídeo em que também fala das medidas tomadas pela prefeitura na capital. Veja o vídeo:

View this post on Instagram

#covid19

A post shared by Alexandre Kalil (@alexandrekaliloficial) on

Diretor-geral da OMS responde

O diretor-geral da OMS também reagiu ao pronunciamento de Bolsonaro. Ele falou sobre o presidente brasileiro em conversa com a coluna de Jamil Chade, do UOL. Tedros Adhanom Ghebreyesus contestou as falas e desautorizou Bolsonaro. ”Em muitos países, as UTIs estão lotadas e essa é uma doença muito séria”, declarou Tedros.

No pronunciamento, Bolsonaro minimizou os efeitos do novo coronavírus e sugeriu que apenas idosos fiquem em isolamento. No entanto, a OMS declara que todos devem manter as medidas para evitar que o vírus se espalhe. Há casos, inclusive, de crianças que morreram vítimas da doença.

O secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), Antonio Guterres, fez um apelo aos governos do mundo – antes da resposta de Tedros -, e disse que a ameaça da Covid-19 é para ”toda a humanidade”.

De acordo com o colunista Chade, diversos técnicos internacionais “indicaram que o temor é de que, ao mandar essa mensagem, Bolsonaro mina a tentativa da OMS de conscientizar milhões de pessoas sobre a necessidade de tratar a doença como algo sério. Por semanas, a direção da agência vem tentando convencer políticos pelo mundo de que a situação é grave”.

Comentários