Home NotíciasCoronavírusMinas ultrapassa 40 mil infectados e chega a 882 mortes por Covid-19

Minas ultrapassa 40 mil infectados e chega a 882 mortes por Covid-19

minas mortes covid-19

Minas Gerais ultrapassou 40 mil infectados pelo novo coronavírus em todo o Estado. De acordo com dados da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais), em apenas 24h, foram mais de dois mil casos confirmados da doença e 49 novos óbitos registrados.

As informações constam no boletim epidemiológico deste sábado (27). Nessa sexta (26), o Estado havia registrado 38.891 ocorrências confirmadas da doença e 833 óbitos. Confira o que mudou:

Leia mais: Prefeitura de Betim vai distribuir kits alimentação para alunos
  • 40.966 casos confirmados (aumento de 5,3%)
  • 882 mortes (aumento de 5,8%)
  • 16.945 casos em acompanhamento (queda de 5,5%)
  • 23.139 casos recuperados (aumento de 15%)

Mudança nos dados

Em dois dias, Minas registrou mais de cinco mil casos de Covid-19. O aumento se deve ao novo sistema (leia mais aqui) que passou a ser usado pela SES-MG nessa sexta (26) e visa reduzir a diferença nos números divulgados pelas prefeituras nos boletins da secretaria.

Leia mais: Jovem morre por Covid-19 em Minas após acreditar ter sido curado

A informação foi adiantada ao BHAZ pela coordenadora da Sala de Situação, Janaína Passos de Paula, na manhã dessa quinta-feira (25). A SES-MG conta agora com um espaço de monitoramento que tem um trabalho multidisciplinar para coletar dados e orientar ações do Estado contra a Covid-19.

O atual modelo de coleta de dados é feito por meio de uma planilha, que apresenta um grande atraso entre a notificação do caso e a entrada no boletim. “Pelo sistema de informação de saúde, sempre houve esse atraso mesmo. O município identifica o caso, faz a notificação e isso tem um tempo até ser identificado e entrar no sistema de informação”, disse Janaína.

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Rafael D'Oliveira

Rafael D'Oliveira

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.

Comentários