Home NotíciasMinas GeraisGêmeos são presos após aplicar golpes com venda de celulares em Minas

Gêmeos são presos após aplicar golpes com venda de celulares em Minas

dinheiro golpes montes claros

Dois irmãos gêmeos de 24 anos e uma jovem, de 20, foram presos em Montes Claros, região Norte de Minas, suspeitos de aplicar golpes em vendas de celulares pela internet. Segundo a PM, foram apreendidos R$ 24 mil em dinheiro, celulares, cartões, máquina de contar cédulas e até um desenho de uma planta de uma agência da Caixa Econômica Federal. Ainda segundo a PM, os gêmeos já haviam sido presos, em 2018, por tentativa de fraude no Enem.

De acordo com a PM, a dupla anunciava a venda de celulares por um perfil no Facebook e por site de compras on-line. Uma nota falsa era emitida, os clientes pagavam o valor do aparelho, mas o item nunca chegava ao destino. Os dois também enviavam um código falso de rastreamento, para dar a impressão que os produtos estavam sendo enviados.

Leia mais: Zema anuncia investimento de R$ 416 mi em escolas, estradas e hospital

O esquema foi descoberto após um boletim de ocorrência ser registrado por uma das vítimas em Belo Horizonte. Com isso, os setores de inteligência da PM conseguiram rastrear os dados e chegar até os autores. Eles agiam há cerca de 6 meses e, em extrato de uma conta em junho, foi vista a movimentação de mais de R$ 50 mil.

A polícia, primeiro, foi até a residência de uma jovem de 20 anos, em Montes Claros, que os suspeitos utilizavam a conta para fazer os depósitos e saques. A mulher confessou a participação no esquema e disse que os gêmeos sempre deixavam algum dinheiro, como forma de pagamento para usar a conta. A jovem foi detida.

Logo após, a PM foi até a casa dos gêmeos, que foram encontrados e confessaram os crimes. Os dois chegavam a movimentar cerca de R$ 3 mil por dia, escolhendo vítimas que não eram de Montes Claros, para não levantar suspeitas.

Leia mais: Golpistas fingem ser suporte de lojas no Instagram para clonar Whatsapp

Autorizados pela família dos suspeitos, os militares fizeram buscas pela casa e encontraram R$ 24.060 em dinheiro, anotações em papel referentes aos golpes, cupons fiscais, chips de celular, notebook, sete celulares, um cartão bancário e um extrato. Além disso, a PM também localizou uma máquina de contar dinheiro e até um esboço de uma planta de uma agência da Caixa.

Os irmãos gêmeos foram presos pelos crimes de estelionato e associação criminosa. A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Plantão de Montes Claros.

Tentativa de fraude no Enem

Em 2018, os dois irmãos foram presos suspeitos de tentativa de fraude no Enem, no primeiro dia de provas. Junto a eles, foram apreendidos ponto eletrônico, celulares, fones de ouvido e identidades falsas. Os irmãos foram encontrados na mesma sala, na Escola Estadual Armênio Veloso, no bairro de Lourdes, em Montes Claros.

A dupla foi liberada em menos de 48 horas após a Justiça Federal conceder liberdade provisória sem pagamento de fiança. Na decisão, o juiz disse que a intenção deles era “passar cola” um para o outro, “por intermédio de um ponto eletrônico escamoteado em seu ouvido e em um colar, adquiridos na Internet”.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários