Ex-ministro de Bolsonaro compartilha vídeo com informações falsas sobre Kalil

fake news kalil
Post com informações incorretas já foi visualizado mais de 40 mil vezes (Reprodução/Youtube)

O deputado federal e ex-ministro da Cidadania Osmar Terra (MDB) compartilhou, em sua conta no Twitter, uma informação falsa sobre o prefeito Alexandre Kalil (PSD). A publicação repostada por ele conta com um vídeo – gravado há mais de dois anos – que mostra uma discussão entre o prefeito e um morador da capital. Na legenda, a autora original do post disse que se tratava de uma situação recente relacionada à suspensão do funcionamento de bares e restaurantes na capital em função da pandemia, o que é uma mentira.

“O prefeito que fechou os bares e restaurantes de BH foi almoçar na cidade vizinha de Nova Lima. Cidadão lesado pela medida foi ter uma conversa”, dizia o post que foi retuitado por Osmar Terra. A publicação já acumula mais de 42 mil visualizações e rendeu inúmeros comentários de ódio, como: “Um político desses deveria ser linchado a ponto de ser entregue num balde para a família”.

A publicação ainda está disponível no Twitter, mas agora conta com um aviso de que as informações foram manipuladas.

Data incorreta

O vídeo associado ao post que Osmar Terra compartilhou foi gravado bem antes da ameaça da Covid-19 se tornar global. As imagens, que mostram Kalil sendo criticado por um morador enquanto almoçava em um restaurante, na verdade são de julho de 2018.

Na época, conforme o BHAZ mostrou (veja aqui), a assessoria da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) informou que o homem era um pré-candidato a deputado e teria convidado um amigo para ir ao restaurante já com a intenção de abordar o prefeito.

Local incorreto

O local informado pela autora do post compartilhado pelo ex-ministro também está incorreto. O vídeo em questão não mostra Kalil almoçando em Nova Lima, onde a flexibilização do funcionamento de bares e restaurantes está em vigência.

O estabelecimento onde o vídeo foi gravado fica localizado no bairro de Lourdes, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Na ocasião, a PBH também esclareceu que o prefeito costumava almoçar lá rotineiramente.

Contexto incorreto

Por fim, a situação narrada na publicação falsa também não tem relação com o que de fato motivou a discussão em 2018. O questionamento feito ao prefeito não tem nenhuma ligação com o decreto que determina a suspensão de atividades em bares e restaurantes.

“Isso é totalmente errado, é inaceitável, é incabível. Você tem que ter respeito com nosso dinheiro e com a população que não ganha nada”, diz o homem na gravação. A fala é uma crítica aos voos fretados para Brasília (veja mais aqui), assim como a resposta do prefeito à época: “Fretei e fretarei quando precisar. Só vou lá buscar dinheiro. Na última viagem, foram R$ 30 milhões em recursos. Além disso, eu vou lá para trabalhar”.

Veja o vídeo original da discussão abaixo:

Procurada, a PBH informou que Kalil não vai comentar o episódio e que ele “está totalmente focado no combate à pandemia”.

Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.