‘Não estava há um ano desaparecida’, diz família da modelo encontrada

Eloisa Fontes
De acordo com conhecidos, Eloisa Fontes sofre de problemas psiquiátricos e dependência química (Reprodução/Instagram)

Por Rafaela Lima

Encontrada perambulando pela comunidade do Cantagalo, no Rio de Janeiro, nessa quarta-feira (7), a modelo Eloisa Fontes, de 26 anos, não estava desaparecida havia um ano, segundo familiares. “Diferentemente do que fizeram parecer, ela estava esse período todo longe da mídia, mas a família mantinha contato com ela”, contestou Daniel Rocha, cunhado de Eloisa, ao Metrópoles.

“A verdade é que ela deixou de dar notícias há poucos dias, até ser encontrada. Agora, está sendo cuidada, o que é melhor do que estar na rua”, concluiu Rocha. A família da modelo é de Piranhas (AL), município de 25 mil habitantes localizado a 260 km de Maceió, capital do estado. O cunhado e a irmã se sustentam fazendo frete na cidade com um caminhão. A mãe da modelo mora na cidade, mas nos últimos meses se dividiu entre Uberlândia (MG), onde vive parte da família, e o Rio de Janeiro (RJ) para tentar ajudar no tratamento da filha Eloisa.

Francisco Assis, conhecido da família que ajudou nas buscas por Eloisa, confirmou à reportagem que ela mantinha contato esporádico com a mãe. “Desde final de julho as coisas começaram a desandar. Todos sabiam que ela estava no Rio, com o namorado. Mas ela sofreu alguns surtos e, entre idas e saídas de hospital, deixou todos preocupados”, contou. “Estava em uma situação de rua, em perigo, risco de vida”, disse Assis.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Comentários