Aceleramos o Mustang Mach 1, um verdadeiro puro sangue

Um carro feito para quem curte o jeito americano de pilotar um esportivo. Assim é a versão Mach 1 do tradicional puro-sangue da Ford, que tem motor V8 aspirado de quase 500 cavalos, câmbio automático de 10 marchas, tração traseira, sete modos de condução e até sistema para o aquecimento dos pneus traseiros, fazendo aquela famosa fumaça que faz a alegria de quem curte esportivos, além de um dispositivo no escapamento que faz o ronco do motor virar uma música aos ouvidos de quem aprecia o belo som de um V8. Tudo isso com muita segurança, com equipamentos como oito airbags e sistema de alerta de colisão.

Foto: Eduardo Aquino

Para quem não conhece a história, a versão Mach 1 do Mustang existe desde 1969. O nome é uma referência ao Número de Mach, que é uma medida dimensional da velocidade do som usada na aeronáutica e em programas espaciais.

E, atualmente, o Mach 1 é o Mustang mais “nervoso” que a Ford importa para o Brasil e o modelo topo de linha do esportivo no mercado brasileiro. Com preço acima de R$ 520 mil, as unidades vendidas aqui têm o número de série no painel.

Pony Car

Por fora, o pacote estético da versão desse Pony Car é voltado para destacar a sua carroceria que mantém o formato tradicional desde o lançamento do modelo, em 1964: duas portas, frente alongada e traseira curta.

Leia mais: 500 largadas da Stock Car

Foto: Eduardo Aquino

Na frente, a grade em colmeia, presente também nas entradas de ar inferiores, abriga o famoso símbolo do cavalo selvagem; e o para-choque tem desenho exclusivo da versão. Também se destacam o capô com faixa preta e os faróis em LED.

Faixas pretas

De perfil, as faixas pretas também estão presentes na parte de baixo das portas, a linha de cintura é alta e o teto baixo, as rodas têm um bonito desenho, bem vazado, deixando aparente os enormes discos e pinças de freio.

Foto: Eduardo Aquino

Na traseira, a beleza esportiva é traduzida nas lanternas tripartidas, no defletor de ar na tampa do porta-malas e nas saídas quadruplas do sistema de escapamento, que incorpora um dispositivo capaz de alterar o ronco do “vêoitão”.

O habitáculo do Mach 1 também respira velocidade, além de preservar um certo ar retrô, presenta nas linhas retas do painel, no volante esportivo de três raios com o cavalo selvagem ao centro, as três saídas de ar ao centro, entre outros.

Painel digital

Mas tudo com atualização tecnológica. O painel, por exemplo, é totalmente digital de 12 polegadas e pode ser configurado ao gosto do motorista/piloto. O volante abriga diversos comandos e a iluminação do interior é toda em LED.

Leia mais: Teste do Nissan Versa 1.6 Advance

Foto: Eduardo Aquino

Como em um puro esportivo, o espaço interno não é o forte do Mustang Mach 1, embora os ocupantes dos bancos dianteiros desfrutem de aquecimento e ventilação, com ajuste de temperatura individual, e ajustes elétricos.

Porta-malas

No banco traseiro, somente há espaço para duas crianças e que não tenham uma alta estatura. Além disso, o acesso exige um pouco de contorcionismo. Por outro lado, a capacidade do porta-malas de 382 litros surpreende para um esportivo desse porte.

Foto: Eduardo Aquino

Falando em modernidade, o sistema multimídia Sync 3 tem conectividade com Android Auto e Apple Car Play, comando por voz e tela sensível de oito polegadas, na qual o motorista pode controlar, entretenimento, climatização, telefone e GPS.

A conectividade inclui também o aplicativo FordPass, por meio do qual é possível é possível dar a partida no veículo à distância, ligar o ar-condicionado, receber alertas e checar dados como pressão dos pneus, nível do combustível, entre outros.

Bang & Olufsen

Outro capítulo à parte é o sistema de áudio da Bang & Olufsen, que inclui 12 alto-falantes, subwoofer traseiro, CD player e tecnologia HD Radio 3. Juntando a “música” que vem do V8 e qualidade premium do B&O, a sonoridade do Mach 1 faz muito bem aos ouvidos.

Leia mais: Teste da Toro Volcano Turbo

Foto: Eduardo Aquino

O pacote de segurança inclui oito airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e os de joelhos para motorista e passageiro) e sistema de alerta de colisão, que informa ao motorista o perigo iminente, podendo até acionar automaticamente os freios.

Tropa selvagem

Ao volante, a tropa selvagem dos mais de 480 cavalos do V8 proporciona uma tocada extremamente prazerosa. A reação ao comando do acelerador é imediata. O Mustangão “levanta o bico”, cola os ocupantes no banco e vai engolindo a pista.

Leia mais: Teste do Onix Premier Turbo

Foto: Eduardo Aquino

E, para quem quer vestir o macacão e ir para uma pista, entre os sete modos de condução (normal, neve/molhado, esportivo, esportivo +, pista, drag e my mode) existe o de “pista”, que transforma o Mach 1 em um verdadeiro bólido de corrida.

Line Lock1

Outro grande barato do Mach 1 é o Line Lock1, sistema eletrônico de pré-aquecimento dos pneus traseiros por meio do bloqueio dos freios dianteiros, permitindo que os pneus traseiros girem livremente, soltando aquela fumaça que faz a alegria da galera e dos vendedores de pneus.

Leia mais: Hyundai lança novo Creta

Foto: Eduardo Aquino

O câmbio automático de 10 velocidades explora bem todo o vigor do motor V8 e oferece a possibilidade de trocas manuais por paddle shifters junto ao volante, tornando as mudanças de marcha ainda mais rápidas.

MagneRide

A suspensão eletrônica trabalha com a tecnologia adaptativa MagneRide, que, por meio de amortecedores que usam um fluido viscoso eletromagnético e sensores, realizam até 1000 leituras por segundo para ajustar instantaneamente o conjunto.

Texto e fotos: Eduardo Aquino 

Foto: Eduardo Aquino

Ficha Técnica

Motor – Dianteiro, longitudinal, oito cilindros em V, 5.0, 24V, injeção direta e indireta de gasolina, que gera 483cv de potência (a 7.250rpm) e 56,7kgm de torque (a 4.900rpm)

Transmissão – Tração traseira e câmbio automático de 10 marchas

Suspensão – Dianteira, independente, do tipo McPherson; e traseira, independente, com multibraços

Direção – Assistência elétrica

Dimensões – Comprimento, 4,80m; largura, 1,91m; altura, 1,40m; e entre-eixos, 2,72m

Freios – A disco ventilado na dianteira e traseira

Pneus e rodas – Rodas de liga de 19 polegadas, calçadas com pneus 255/40R19 (dianteira) e 275/40R19 (traseira)

Porta-malas – 382 litros

Tanque – 60,5 litros

Peso (em ordem de marcha) – 1.814 quilos

Foto: Eduardo Aquino

Principais equipamentos – Suspensão adaptativa MagneRide, sete modos de condução (normal, neve/molhado, esportivo, esportivo +, pista, drag e my mode), faróis full LED, faixas laterais e de capô de três tonalidades, aerofólio traseiro, retrovisores e emblemas cinza acetinado, rodas de liga de 19 polegadas em cinza brilhante, bancos parcialmente revestidos de couro com aquecimento e refrigeração, oito airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e os de joelhos para motorista e passageiro), sistema de alerta de colisão, sistema multimídia SYNC® 3 compatível com Android Auto e Apple CarPlay, conectividade via FordPass Connect, sistema Line Lock1 (aquecimento dos pneus traseiros), bancos dianteiros com aquecedor, ventilação e ajuste de temperatura independente; direção elétrica com três modos de condução (Conforto, Esporte e Normal), sistema de som Bang & Olufsen, com 12 alto-falantes, um subwoofer e 1.000 Watts RMS), que trabalha em conjunto com a central multimídia Sync 3; e sistema de escapamento com ajuste de válvula ativo (controla o ronco do motor).

Preço – R$ 523.950.

Acelera Ai
Acelera Airedacao@aceleraai.com.br

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários