GP de São Paulo: apaixonado pelo Brasil, Lewis Hamilton crê em uma Fórmula 1 mais inclusiva e diversa

Lewis Hamilton em Interlagos
Lewis Hamilton deseja conhecer melhor o Brasil (Foto: Petronas/Divulgação)

Já no Brasil para a disputa do Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1, no próximo domingo, 14, às 14h, o atual campeão Lewis Hamilton voltou fazer declarações de amor para os brasileiros. Afinal, Interlagos é marcante na trajetória do simpático piloto inglês: conquistou o primeiro de seus sete títulos mundiais em 2008, mesmo sem ter vencido a prova.

Lewis Hamilton
Lewis Hamilton ainda acredita no título deste ano (Foto: Jiri Krenek)

“Tenho um carinho muito grande. É como se fosse o meu lar. Quero voltar aqui para o Natal. Fui convidado e preciso conhecer mais o Brasil. Vou querer ficar mais tempo, principalmente para conhecer o Rio”, admitiu o britânico, durante entrevista realizada pela Petronas, patrocinadora e principal parceira técnica para a equipe Mercedes AMG de Fórmula 1.

Leia mais: 27 anos sem Senna

Ele conta que desde criança, quando jogava videogame, gostava de escolher a Seleção Brasileira como seu time. “Sempre gostei da camisa amarela que é a cor do meu capacete”, conta. Ele revela que ainda hoje escolhe a equipe do Brasil, quando disputa com o irmão mais novo o Fifa (jogo eletrônico de futebol).

Neymar, Senna e surfistas

Amigo de Neymar – “conversei com ele ainda hoje pela manhã”, comentou – , fã de Ayrton Senna e também dos surfistas brasileiros Gabriel Medina e Ítalo Ferreira, Lewis Hamilton espera que toda esta relação o faça ter um resultado importante na prova de domingo. Com 293 pontos no Campeonato Mundial de Pilotos, 19 a menos que o líder Max Verstappen (312), o inglês acredita ainda em mais um título.

Segundo ele, embora esteja mais maduro e consciente se comparado ao Hamilton de 13 anos atrás, garante não ter perdido as características de um piloto ambicioso e arrojado. “Hoje eu ainda tenho a vantagem de me conhecer mais, saber mais meus valores e minhas lutas”, acredita.

Quando se fala na pista de Interlagos, é impossível não lembrar das disputas acirradas entre Ayrton Senna e Alain Prost nos anos 1990. Mas para Hamilton, as duas últimas temporadas têm sido também históricas, ao se referir ao seu duelo com o holandês Max Verstappen, da equipe Redbull/Honda. “As provas estão realmente muito empolgantes e com competidores bastante fortes. E isso é muito bom”, comenta.

Max Verstappen
Max Verstappen lidera o campeonato e vem com tudo para Interlagos (Foto: Red Bull/Divulgação)

Mudanças de 2022

Apesar de ainda ter foco total na temporada 2021 – faltam ainda quatro GPs, incluindo o do Brasil -, Hamilton revela estar ansioso para as mudanças que chegarão à Fórmula 1 no próximo ano. Revelou que já conhece o novo carro, desenvolvido com sua participação na maioria dos aspectos. Para ele, o F-1 da Mercedes-Benz de 2022 precisará proporcionar maior aderência de pneus e reduzir a turbulência quando estiver atrás de outros competidores.

Leia mais: Guia prático da F1

O piloto ressalta ainda que a equipe está trabalhando para oferecer um F-1 melhor e mais eficiente. “O novo carro não perderá tanta força e, com isso, acho que as corridas vão melhorar para a gente”, analisa.

Inclusão

Ativista de causas em favor das minorias, sobretudo dos negros, Lewis Hamilton ressaltou a importância da Mission 44, instituição de caridade fundada com a sua ajuda, em julho deste ano, com investimento inicial de cerca do equivalente (em libras esterlinas) a R$ 150 milhões de sua fortuna pessoal.

Hamilton sempre fala sobre a necessidade de maior igualdade, especialmente no automobilismo. “Procuro trabalhar com o pessoal do esporte e do setor para que ele seja mais diverso e inclusivo”, destacou.

A Mission 44 tem como missão apoiar, defender e capacitar jovens de grupos sub-representados no Reino Unido. O trabalho da fundação inclui assistência a organizações e programas que estreitam a lacuna nos sistemas de emprego e educação, e aumentam a diversidade nas posições de liderança.

Para Hamilton, apoiar as ambições desses jovens carentes sempre foi importante e a Mission 44 representa seu compromisso de criar uma mudança real dentro desta comunidade. “Experimentei, no início de minha vida, como vir de um passado sub-representado pode afetar seu futuro. Felizmente fui capaz de superar essas dificuldades por meio de oportunidade e apoio. Quero garantir que outros jovens de origens semelhantes possam fazer o mesmo”, estima.

Transmissão Band
O GP São Paulo em Interlagos terá transmissão dos canais Band na TV (Foto: Band/Divulgação)

Passaporte

O Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1 de 2021 vai contar com a Tecnologia Chronus i-Passport, desenvolvida pela startup franco-brasileira Mooh!Tech, como o passaporte oficial do evento.

Para entrar no autódromo nos três dias, todos os presentes, incluindo profissionais (staff e patrocinadores) e público (torcedores e convidados) terão de apresentar o Chronus com certificado de vacina contra a Covid-19 e testes negativos. O cadastro do aplicativo deveria ter sido feito obrigatoriamente até o dia 10 de novembro.

Leia mais: 500 largadas depois

A Mooh!Tech desenvolveu o sistema para que seja um passe digital, em complemento ao protocolo de saúde adotado pelo evento e publicado no site oficial do GP São Paulo de F1. A certificação garante segurança para todos os envolvidos, já que a plataforma consegue antecipar a aferição dos dados com o cruzamento das informações, corrigindo-as quando possível ou sinalizando rapidamente às autoridades para que tais inconsistências possam ser retificadas na fonte.

Para validar seu i-Passport em alguns estados há a opção de pré-cadastro no site do GP, pois algumas localidades não possuem ainda API de integração e registram as informações de forma manual.

Itens obrigatórios

  • Documento com foto.
  • Comprovante de vacina completo (duas doses ou dose única) apresentado obrigatoriamente através do aplicativo Chronus i-Passport, o passaporte sanitário oficial do evento, que estará disponível gratuitamente.
  • Para quem não completou o esquema de vacinas – crianças entre 5 e 12 anos – ou aqueles que tomaram apenas uma dose será obrigatória a apresentação do teste negativo para Covid-19 do tipo Antígeno (realizado até 24 horas antes de cada acesso ao autódromo) ou RT-PCR (realizado até 48 horas antes de cada acesso ao autódromo).
  • Não será permitida a entrada de maiores de 12 anos que não tenham recebido, pelo menos, a primeira dose da vacina contra a Covid-19.
  • O uso de máscara é obrigatório durante todo o evento, exceto, naturalmente, enquanto estiver comendo e bebendo.
mapa
Traçado de Interlagos com demarcações das velocidades atingidas pelos carros em cada um dos trechos e curvas (Foto: Mercedes-Benz/Divulgação)

Programação

Sexta-feira (12/11)

  • 12:30 – 13:30 – Treino Livre 1
  • 16:00 – 17:00 – Classificação

Sábado (13/11)

  • 12:00 – 13:00 – Treino Livre 2
  • 16:30 – 17:00 – Sprint Race

Domingo (14/11)

  • 14:00 –Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1 / 2021 (71 voltas)

(*) Treinos e corrida terão transmissão da Band e Band Sports pela TV

Classificação

  • 1) Max Verstappen, 312,5 pts
  • 2) Lewis Hamilton, 293,5
  • 3) Valtteri Bottas, 185
  • 4) Sergio Pérez, 165
  • 5) Lando Norris, 150
  • 6) Charles Leclerc, 138
  • 7) Carlos Sainz Jr., 130,5
  • 8) Daniel Ricciardo, 105
  • 9) Pierre Gasly, 86
  • 10) Fernando Alonso, 60

Próximas etapas após SP

  • 21/11/2021 – GP do Catar – Losail
  • 05/12/2021 – GP da Arábia Saudita– Jeddah
  • 12/12/2021 – GP de Abu Dhabi – Yas Marina

Acesse: www.aceleraai.com.br

Acelera Airedacao@aceleraai.com.br

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários