Motor turbo faz a diferença no Compass Longitude

Além do moderno e eficiente motor 1.3 turbo, que rende 185cv de potência e conjuga de forma bem interessante consumo e performance, a versão intermediária do SUV da Jeep tem como atrativos o câmbio automático de seis marchas, que tem funcionamento suave, possibilidade de trocas manuais junto ao volante e aproveita bem toda a força de motor; um bom nível de acabamento interno, incluindo painel com material emborrachado e bancos revestidos em couro; e um amplo pacote de itens de conforto e de segurança, incluindo seis airbags, frenagem de emergência, central multimídia bem completa com tela de 10,1 polegadas, ar-condicionado digital e de duas zonas, entre outros.

Foto: Eduardo Aquino

Na frente, além da já famosa grade com sete blocos que identificam os modelos da Jeep, o Compass Longitude tem faróis totalmente em LED, tomada de ar inferior com grade em colmeia e para-choque com desenho bem esportivo.

Desenho esportivo

De perfil, destaque para rodas de liga de 18 polegadas com desenho esportivo (cinco raios bem vazados), que deixam à mostra os discos de freio; as coberturas plásticas nos para-lamas e soleiras e as maçanetas das portas na cor da carroceria.

Leia mais: VW Taos Comfortline

Foto: Eduardo Aquino

Na traseira, chamam a atenção as lanternas escurecidas e com luzes totalmente em LED, que “invadem” a tampa do porta-malas, o defletor de ar no teto, o para-choque na cor preta com desenho mais aventureiro e que abriga as luzes de neblina.

Acabamento

Por dentro, percebe-se ao entrar o bom nível de acabamento, com destaque para o revestimento dos bancos e volante em couro; a forração em material emborrachado do painel e os detalhes em black piano no console e painéis de porta.

Leia mais: Nissan Leaf em Minas

Foto: Eduardo Aquino

A central multimídia é bem completa e fácil de operar, com tela central e no alto do painel de boa visualização, sensível ao toque e com Apple Carplay e Android Auto com espelhamento sem fio.

Sete polegadas

O quadro de instrumentos com tela em TFT de sete polegadas colorida também proporciona boa visualização e o motorista pode configurar as informações de acordo com o seu gosto.

Leia mais: Teste do Hyundai Creta Ultimate

Foto: Eduardo Aquino

O volante tem boa pega e abriga diversos comandos (do áudio, computador de bordo, multimídia etc.). A coluna de direção regula em altura e distância e, junto com o ajuste de altura do banco, permite ao motorista encontrar fácil uma boa posição de dirigir.

Segurança

No quesito segurança, o Compass Longitude vem de fábrica com seis airbags, controle eletrônico anti-capotamento, assistente de frenagem de emergência, controles de tração e estabilidade e Isofix para fixar cadeiras infantis.

Leia mais: Volvo XC40 Recharge

Foto: Eduardo Aquino

Entre os itens de conforto e comodidade, destaque para o ar-condicionado digital e de duas zonas, navegação GPS, controle automático de velocidade, assistente de partida em rampa e sensores de chuva e crepuscular.

Opcionais

Já outros itens interessantes, como sistema de som premium (de 506w), carregador de celular por indução e o Park Assist, que ajuda bastante o motorista nas manobras, fazem parte do pacote de opcionais Pack 80 Anos, que custa R$ 7.972,00.

Leia mais: Citroën Cactus C4 Shine

Foto: Eduardo Aquino

O espaço interno do Compass acomoda com conforto quatro adultos e uma criança. O porta-malas tem boa capacidade (476 litros) e ganchos para fixar a carga. Destaque para os porta-trecos, incluindo espaço debaixo do banco do passageiro da frente.

Turbo e injeção

O motor 1.3 turbo é um dos pontos mais positivos do modelo, proporcionando um desempenho esportivo, com boas acelerações (0 a 100km/h em 9,3 segundos) e retomadas de velocidade.

Leia mais: Novo Jeep Renegade somente flex

Foto: Eduardo Aquino

Se o motorista andar numa boa, sem pressionar demais o acelerador, o nível de consumo é bem interessante para um carro desse porte. Na cidade, com etanol, o computador de bordo registrou médias em torno de 7,6km/l; e na estrada, em torno de 9,0km/l.  

Direção

A assistência elétrica da direção está bem calibrada para altas velocidades e para manobras, quando o motorista conta com a ajuda também dos sensores de estacionamento dianteiro (opcional) e traseiro e a câmera de ré.

Leia mais: Chevrolet S10 Z71

Foto: Eduardo Aquino

O câmbio consegue aproveitar bem o torque abudante em baixa que o motor tem. Ao acionar o modo Sport, o Compass Longitude fica mais esperto, e ao usar as “borboletas” junto ao volante, as trocas ficam mais rápidas.

Com sistemas McPherson na dianteira e traseira, a suspensão garante boa estabilidade mesmo quando se abusa nas curvas mais fechadas. O nível de conforto é bom, mas o perfil mais baixo dos pneus impede a boa filtragem das imperfeições do piso.

Texto e fotos: Eduardo Aquino 

Foto: Eduardo Aquino

Ficha Técnica

Motor – Dianteiro, quatro cilindros em linha, 1.332cm³ de cilindrada, 16V, Flex, turbo, que gera potências de 180cv (gasolina) e de 185cv (etanol) a 3.750rpm e torque de 27,5kgfm (gasolina ou etanol) a 1.750rpm

Transmissão – Tração dianteira e câmbio automático de seis marchas

Direção – Assistência elétrica

Suspensão – Dianteira, independente, do tipo McPherson; e traseira, independente, do tipo McPherson com braços laterais e transversais

Dimensões – Comprimento, 4,40m; largura, 1,81m; altura, 1,62m; e entre-eixos, 2,63m

Altura do solo – 20,5cm

Ângulos de ataque – 21,5°

Ângulo de saída – 30,7°

Ângulo de rampa – 20,5°

Rodas e pneus – Rodas de liga de 18 polegadas, calçadas com pneus 225/55R18

Freios – A disco nas quatro rodas, sendo ventilados na dianteira e sólidos na traseira

Carga útil (ocupantes mais bagagens) – 400 quilos

Porta-malas – 476 litros

Tanque – 60 litros

Peso (em ordem de marcha) – 1.585 quilos

Foto: Eduardo Aquino

Principais equipamentos de série – Acendimento automático dos faróis, coluna de direção com regulagem de altura e distância, alertas de limite de velocidade e manutenção programada, aletas para trocas de marcha no volante (Borboletas), central multimídia com tela de 10,1 polegadas, Apple Carplay e Android Auto com espelhamento sem fio; ar-condicionado automático de duas zonas, banco do motorista com regulagem de altura, banco do passageiro rebatível, banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível, bancos em couro, chave de presença com telecomando para abertura de portas e vidros – Keyless Enter ‘n Go, computador de bordo, controles eletrônicos de tração e estabilidade, controle eletrônico anti-capotamento, câmera de ré, faróis full LED com assinatura em LED, faróis e lanterna traseira de neblina, ganchos de fixação de carga no porta-malas, assistente de partida em rampa, iluminação do porta-malas, sistema Isofix para fixar cadeiras infantis, Jeep Traction Control+, lanternas com assinatura em LED, modo Sport, painel de instrumentos em tela TFT de sete polegadas colorida e configurável, frenagem de emergência, pavimento do porta malas com revestimento duplo, controle automático de velocidade, porta-objetos sob o assento do banco do passageiro, protetor de tanque de combustível e do cárter, rack do teto na cor preta, seis airbags (frontais, laterais e de cortina), sensores de chuva e crepuscular, sensor de estacionamento traseiro, sistema Start&Stop (desligamento/acionamento automático do motor), monitoramento de pressão dos pneus, navegação GPS, tapetes dianteiros e traseiros, tapetes em carpete, travas elétricas nas portas e porta malas, USB Tipo C e volante revestido couro.

Opcionais – Pack 80 anos (Park Assist, carregador do celular por indução, acabamento externo em grafite, sistema de som Premium Beats de 506w, oito alto-falantes e subwoofer, retrovisores externos com rebatimento automático, sensor de estacionamento dianteiro e partida remota), R$ 7.972,00; e teto solar elétrico panorâmico Command View, R$ 8.653,00.

Preços – R$ 171.327,00. Com pintura perolizada e todos os opcionais, sobe para R$ 190.285,00.

Acelera Airedacao@aceleraai.com.br

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários