Após destruição pelas chuvas, Defesa Civil de BH emite alerta e pode chover até 160mm

estragos chuvas grande bh
Chuvas deixaram rastro de destruição na Grande BH (Divulgação/CBMMG)

As chuvas que caem em BH e região metropolitana trouxeram muita destruição, nesse sábado (8), em diversas localidades. E as precipitações intensas não devem dar trégua por enquanto. Em novo alerta da Defesa Civil, o órgão informa a ocorrência de chuvas, de 140 a 160 mm, até às 8h desta segunda-feira (10).

Neste domingo (9), de acordo com a Defesa Civil, a previsão meteorológica indica que o dia será de céu encoberto com pancadas de chuva, por vezes fortes, ao longo do dia. A mínima foi de 17 °C, máxima estimada de 23°C e a umidade relativa mínima em torno de 85% à tarde.

Já choveu mais que o esperado para todo o mês de janeiro em três regiões de Belo Horizonte. A média climatológica do mês é de 329,1mm. Veja os números atualizados de todas as regionais:

  • Barreiro: 341,4 (104%)
  • Centro Sul: 377,8 (115%)
  • Leste: 311,4 (95%)
  • Nordeste: 257,2 (78%)
  • Noroeste: 299,2 (91%)
  • Norte: 228,6 (70%)
  • Oeste: 351,2 (107%)
  • Pampulha: 260,2 (79%)
  • Venda Nova: 235,8 (72%)

Chuvas trouxeram destruição

As fortes chuvas que atingem Belo Horizonte e região metropolitana deixaram um rastro de destruição. Segundo o Corpo de Bombeiros, nas últimas horas foram registradas um total de 875 chamadas na Grande BH, sendo a maioria de pessoas ilhadas e em locais com risco de deslizamento.

No total, foram 124 chamadas de pessoas ilhadas na região metropolitana. As ocorrências se concentram em Sabará, Raposos, Brumadinho, Mário Campos, Betim, Nova LIma, Juatuba, Rio Acima, Mateus Leme e Contagem.

Em Ribeirão das Neves, na noite de ontem, por volta das 20h, o Corpo de Bombeiros foi acionado para chamada de um homem, de 45 anos, caído em um córrego. A vítima caiu de moto em decorrência das chuvas no local. Ao tentar segurar a moto foi arrastado com ela para o interior de um córrego no Centro da cidade.

Motociclista caiu em córrego (Divulgação/CBMMG)

Em Nova Lima, no bairro Honório Bicalho, casas ficaram submersas após as fortes chuvas e alagamentos generalizados.

Honório Bicalho, em Nova Lima (Divulgação/CBMMG)

O ribeirão Arrudas transbordou com as fortes chuvas na tarde de ontem. A avenida Teresa Cristina ficou alagada e moradores ficaram ilhados nos arredores. A inundação aconteceu na altura do bairro Vila São Paulo, na região Oeste de BH.

Recomendações durante as chuvas

  • Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos ou perto de córregos e ribeirões nos momentos de forte chuva.
  • Não atravesse ruas alagadas nem deixe crianças brincando nas enxurradas e próximo a córregos.
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.
  • Atenção especial para áreas de encostas e morros.
  • Nunca se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).
  • Se notar rachaduras nas paredes das casas ou o surgimento de fendas, depressões ou minas d’água no terreno, avise imediatamente a Defesa Civil.
  • Em caso de raios, não permaneça em áreas abertas nem use equipamentos elétricos.

Emissão de alertas

Os moradores de Belo Horizonte podem receber os alertas de risco de chuvas fortes, granizo, tempestades, vendavais, alagamentos, risco de deslizamentos de terra e outros fenômenos meteorológicos por SMS. Para se cadastrar, basta enviar uma mensagem de texto com o CEP da sua rua para o número 40199 e uma mensagem de confirmação será enviada na sequência. O serviço não tem custo.

A população também pode acompanhar os alertas e as recomendações da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil por meio do Instagram, Twitter, Facebook e pelo canal público do Telegram no endereço: defesacivilbh.

Vitor Fernandesvitor.fernandes@bhaz.com.br

Editor e repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva do Portal UOL. Com reportagens vencedoras nos prêmios CDL (2018, 2019, 2020 e 2022), Sindibel (2019), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários