Após noite em vigília, taxistas liberam a Afonso Pena; novo protesto está previsto

Reprodução/Facebook

Após passar a noite em vigília, os taxistas que estavam acampados em frente à sede da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH), desde a noite de terça-feira (30), começaram a deixar o local no final da manhã desta quarta-feira (31). Durante o período, os profissionais também interditaram parte da avenida Afonso Pena, no sentido Mangabeiras.

Conforme um dos apoiadores do movimento, Leonardo Torres, cerca de 70 taxistas ocuparam a via durante a madrugada e grande parte da manhã. Os manifestantes saíram do local em direção à sede da BHTrans, no bairro Buritis, na Zona Oeste de BH, onde está previsto outro ato para o início da tarde.

“A ideia é cobrar um posicionamento. A BHTrans tem que resolver alguma coisa, porque abre licitação para conceder permissão para taxistas, mas, do jeito que está, ninguém vai assinar contrato nenhum”, disse Torres, que é presidente da cooperativa de transporte Coomotaxi.

Impasse    

A motivação dos protestos dos taxistas continua sendo a exigência de fiscalização do Uber, transporte considerado clandestino pela categoria.

Na noite de terça-feira, o secretário Municipal de Governo, Vitor Valverde, chegou a receber lideranças do movimento. “Nada foi resolvido e não houve um posicionamento da prefeitura”, reclama Torres.

Segundo o presidente da cooperativa, existe a expectativa de uma nova audiência com o secretário, mas a data ainda não foi definida.

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal BHAZ.